18/07/2021 às 17h12min - Atualizada em 18/07/2021 às 17h12min

Hamilton vence GP da Inglaterra pela oitava vez em corrida controversa

Piloto da Mercedes está 8 pontos atrás de Verstappen

Agência Brasil
Foto: FIA/Divulgação via Reuters/Direitos Reservados
Lewis Hamilton venceu o Grande Prêmio da Inglaterra pela oitava vez neste domingo (18), apesar de uma penalidade de 10 segundos por uma colisão na primeira volta que fez o rival da Red Bull, Max Verstappen, sair da corrida.

O piloto da Mercedes, que está agora apenas 8 pontos atrás de Verstappen no campeonato após 10 corridas, tirou a liderança de Charles Leclerc da Ferrari a duas voltas do fim, enquanto uma multidão de 140.000 pessoas se erguia para aplaudi-lo.

O companheiro de equipe de Hamilton, Valtteri Bottas, foi o terceiro, após obedecer uma ordem da equipe para deixar Hamilton passar e perseguir Leclerc em uma corrida interrompida após o acidente com Verstappen.

A vitória foi a 99ª da carreira do heptacampeão mundial Hamilton e a quarta na atual temporada.

Foi também o pior resultado possível para Verstappen, que iniciou na pole position com 33 pontos de vantagem e buscava a quarta vitória consecutiva, mas acabou de mãos vazias e foi hospitalizado para exames.

"Isso é um sonho para mim hoje, fazer isso na frente de todos vocês", disse Hamilton à maior multidão que compareceu a um evento esportivo no Reino Unido desde o início da pandemia. A corrida do ano passado foi disputada sem espectadores. "Eu sempre tento ser comedido na forma como me aproximo, principalmente disputando com o Max, ele é muito agressivo. E hoje eu estava totalmente do lado dele e ele não deixou espaço. Independentemente de concordar ou não com a penalidade, eu apenas continuei trabalhando."

Leclerc também manteve a cabeça erguida depois de perder o que teria sido a primeira vitória da Ferrari desde 2019.

“Eu não dei 100%, mas dei 200%. Eu dei tudo de mim, mas não foi o suficiente nas duas últimas voltas”, disse o monegasco.

Não houve nenhum ponto concedido para a volta mais rápida, já que o mexicano Sergio Perez, da Red Bull, não conseguiu ficar entre os 10 primeiros para garantir o bônus.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »