20/04/2018 às 15h15min - Atualizada em 20/04/2018 às 15h15min

Homem volta para buscar cachorro após ser obrigado a deixá-lo em abrigo

Lewis Jimenez teve que deixar Titus em um abrigo após ser informado que seria despejado se mantivesse o cão no apartamento onde vivia.

ANDA Agência de Notícias de Direitos Animais
Foto: Reprodução / Sarah Jurgensen Throop
Um cachorro foi deixado em um abrigo para animais nos Estados Unidos após a administração do prédio onde ele morava com o tutor dele ter informado que uma ordem de despejo seria emitida caso o animal fosse mantido no apartamento.

Lewis Jimenez adotou Titus, um cachorro da raça pit bull de seis anos de idade, em 2013 no Austin Animal Center. E, contra a própria vontade, devolveu o cão ao abrigo. Mas prometeu buscá-lo assim que encontrasse um lugar para morar onde a presença do cachorro fosse permitida.

O abrigo recebeu o animal, mas os funcionários do local não acreditaram que Jimenez voltaria para buscá-lo. “Do nosso ponto de vista, não somos capazes de segurar cachorros, porque ouvimos os tutores dizerem isso o tempo todo – que eles vão voltar, mas eles não fazem isso”, afirmou a gerente de comunicações e mídia no abrigo, Jennifer Olohan.



O tempo em que o cão teve que ficar no abrigo foi difícil para ele, já que Titus não conseguia se adaptar ao local e, embora ficasse bem fora do canil e brincasse, quando era colocado de volta nele ficava muito triste. As informações são do Portal do Dog.

Apesar das dificuldades, o cachorro recebia visitas constantes de Jimenez, que nunca o abandonou. As despedidas dos dois eram dolorosas e chegavam a emocionar os voluntários do abrigo. Esses momentos, entretanto, tiveram fim quando o homem encontrou um lugar para viver para onde poderia levar Titus consigo. Ele cumpriu, então, a promessa que fez ao cão e voltou ao abrigo para buscá-lo.

Na nova casa, Titus tem um jardim espaçoso para brincar e a certeza de que não será mais obrigado a se afastar do tutor.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »