28/03/2018 às 11h12min - Atualizada em 28/03/2018 às 11h12min

Guitarrista Brian May participa de campanha contra a exploração animal

Junto com grupos de direitos animais o guitarrista está incentivando o governo britânico a abolir a importação de pele animal.

ANDA Agência de Notícias de Direitos Animais
Foto: PETA Reino Unido
O guitarrista da banda Queen, Brian May, juntou-se a defensores dos direitos animais em Londres, no Reino Unido para entregar uma petição com mais de 400 mil assinaturas pedindo à premiê Theresa May para estabelecer a proibição de importação de pele de animal no país.

A petição faz parte da campanha da “Fur Free Britain”, em tradução livre “Britânico Livre de Pêlos”, e instituições de proteção animal do Reino Unido, incluindo a “People for the Ethical Treatment of Animals (PETA)“, em tradução literal “Pessoas Para o Tratamento Ético dos Animais”. Mais de um quarto das assinaturas foram reunidas para uma petição do governo e do governo do Reino Unido , que atingiu sua meta de 100 mil visitantes na semana passada, provocando um debate parlamentar sobre o comércio de peles no Reino Unido, que será realizado em junho.



“Milhares de britânicos apoiaram nosso pedido por um país sem a exploração de pele animal, por isso esperamos que a Sra. May tome medidas para abordar o duplo padrão atual sobre a crueldade da pele. Os britânicos mudaram sua postura sobre a pele animal há quase duas décadas proibindo a exploração de peles porque é antiético, por isso não faz sentido continuar importando toneladas de peles de animais que sofreram horríveis crueldades em outros países. Está na hora de o Reino Unido acabar com o comércio de peles”, disse um porta-voz da Fur Free Britain.

A criação de peles foi proibida no Reino Unido em 2000, mas desde então, o país importou peles de animais no valor de mais de 650 milhões de euros de países como China e Polônia, onde os animais são mantidos em condições terríveis em fazendas de peles. A campanha está pedindo ao governo que lide com essa contradição usando o Brexit como uma oportunidade para tornar o Reino Unido uma zona livre de exploração animal. Os ativistas querem que as proibições de importação existentes em peles de gatos, cães e caça sejam estendidas para proteger todas as espécies.

A campanha contra o uso de  pele está ganhando forças, já que algumas das maiores marcas de moda de luxo do mundo, incluindo a Gucci, Michael Kors e Jimmy Choo, abandonam a pele em favor de tecidos livres de crueldade animal.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »