15/10/2018 às 15h02min - Atualizada em 15/10/2018 às 15h02min

Final eletrizante na Petit Le Mans tem vitória da Cadillac e Felipe Nasr sendo campeão

Por Kadu Gouvêa
F1 Mania
Foto: Tom O'Connor/MF2
O número 10 da Wayne Taylor Racing Cadillac Dpi, pilotado por Jordan Taylor, Renger Van Der Zande e Ryan Hunter-Reay, teve uma vitória dramática na 21ª corrida da Petit Le Mans no Road America, garantindo a vitória na última volta da corrida.

Largando da sexta fila do grid, depois de se qualificar na 12ª posição para a prova de resistência de 10 horas, a vitória da máquina nº10 da Konica Minolta marcou a primeira vitória da Cadillac, no agora icônico evento criado pelo falecido Dr. Don Panoz, sendo realizado desde 1998.

Tendo assumido a liderança faltando cinco minutos de corrida, permaneceu com um ritmo forte, superando na curva 12, o carro nº 22 ESM de Pipo Dernai, e o nº 5 Mustang Sampling Racing Cadillac DPi de Filipe Albuquerque, Christian Fittipaldi e Tristan Vautier, liderando a corrida até à última volta da prova.

Correndo usando sua estratégia, a máquina número 5 acabou ficando sem combustível, caindo de primeiro para quarto, permitindo que a vitória caísse nas mãos da equipe do número 10.

Pilotado por Oliver Jarvis, Tristan Nunez e Lucas di Grassi, campeão da terceira temporada da Fórmula E, o número 77 da Mazda, começou a corrida em segundo lugar depois de perder a pole position e permaneceu na disputa pela vitória até a bandeira quadriculada, devido a vantagem do Mazda RT24-P em eficiência de combustível.

O número 7 da Acura Team Penske, máquina de Helio Castroneves, Ricky Taylor e Graham Rahal terminou em quinto atrás do Cadillac número 5, caindo fora da disputa, depois de receber uma penalidade de drive-through, por ultrapassar sob bandeira amarela, e o carro número 22 de Derani, terminou em sexto.

Chegando em sétimo, os concorrentes ao título, Jon Bennett, Colin Braun e Romain Dumas, não conseguiram superar o Cadillac número 31 da Whelen Engineering Racing de Felipe Nasr, Eric Curran e Gabby Chaves, que terminou em oitavo, e com isso levando o título 2018 IMSA.

No GTLM, as 10 horas de corrida tiveram uma intensa batalha, embora tenha sido a sorte que jogou nas mãos da equipe do número 3 Corvette, de Jan Magnussen e Antonio Garcia, com a equipe levando o título sobre o Ford 67 da Chip Racing Ganassi GT de Ryan Briscoe, Richard Westbrook e Scott Dixon.

O número 911 da Porsche GT Team Porsche 911 RSR, de Patrick Pilet, Nick Tandy e Frédéric Makowiecki conquistou a vitória no GTLM, enquanto o número 24 BMW Team RLL BMW M8 GTE de John Edwards, Jesse Khron e Chaz Mostert finalizou em terceiro lugar.

Na GT Daytona, foi Bryan Sellers e Madison Snow no 48 da Paul Miller Racing Lamborghini Huracan GT3, que negou a Katherine Legge o título de GTD, terminando em terceiro lugar na classe enquanto a máquina 86 da Acura de Legge, ficou em segundo lugar com a ajuda de Alvaro Parente e Trent Hindman, embora isso não fosse suficiente para garantir o título.

O número 63 da Scuderia Corsa Ferrari 488 GT3 de Cooper MacNeil, Gunnar Jeannette e Daniel Serra, garantiu a vitória no GTD depois de largar da pole position.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »