27/04/2018 às 15h50min - Atualizada em 27/04/2018 às 15h50min

Jaguar o maior felino em extinção

Portal dos Animais
Jaguar Melanismo
Características do Jaguar
Maior felino do continente americano
O jaguar ou onça pintada como é conhecido é um dos maiores felinos do continente americano. O seu tamanho varia de acordo com cada localização geográfica, no geral tem de 1,15 a 1,70 metros de comprimento e 80 a 100 cm de altura e pesa de 30 a 120 kg.

Hábitos
Espécie predadora carnívora e com uma alimentação variada. É territorialista, boa trepadora e nadadora. Quando está a caçar articula muito bem a sua emboscada e a faz no solo ou nas árvores. É um dos únicos felinos que mata muitas das suas presas com uma forte mordida no crânio. É uma espécie solitária, suas atividades concentram-se no crepúsculo e anoitecer.



Reprodução
Por ser uma espécie solitária forma casais apenas durante o curto período de acasalamento. A fêmea é agressiva quando defende as crias, inclusive em relação ao macho progenitor. A amamentação dura cerca de 3 a 4 meses e as crias mantêm-se com a progenitora até os 2 anos, aprendendo com ela as técnicas de caça necessárias à sua sobrevivência como futuros adultos solitários.

  
Habitat
Vive no continente americano, desde o sul dos Estados Unidos até o norte da Argentina – apesar de estar, hoje, extinto em várias partes dessa região.

Estabiliza o ecossistema
É um predador muito importante e está no topo da cadeia alimentar, comendo qualquer animal que seja capaz de capturar, desempenhando um papel na estabilização dos ecossistemas e na regulação das populações de espécies de presas. Porém, tem preferência por grandes herbívoros e, deste modo, pode atacar o gado doméstico. Frequentemente convive com a onça-parda (puma concolor) e, por vezes, acaba por influenciar os hábitos e comportamentos deste felino.



Melanismo
Variedades melânicas na espécie são muito comuns, sendo a principal variação na pelagem encontrada em animais selvagens. Em indivíduos totalmente pretos, quando visto sob a luz e de perto, é possível observar as rosetas. Apesar de ser conhecida popularmente como onça-preta, é apenas uma variação natural, não sendo uma espécie propriamente dita.

A forma totalmente preta é mais rara que a forma de cor amarelo acastanhado, representando cerca de 6 % da população, o que é uma frequência muito maior do que a taxa de mutação. Portanto, a seleção natural contribuiu para a frequência de indivíduos totalmente negros na população. Dentro dessa espécie seres albinos são muito raros.


Recentemente, um estudo mostrou que o melanismo em felinos é o resultado de ao menos quatro diferentes mutações genéticas que ocorreram de maneira independente entre si nas várias linhagens da família Felidae.



Curiosidades sobre o Jaguar
O jaguar, também conhecido como onça-pintada, é o terceiro maior felino do mundo, atrás do tigre e do leão, e é o maior do continente americano.
Os jaguares têm mandíbulas tão fortes que suas mordidas podem quebrar até mesmo ossos e cascos de tartaruga. A mordida dos jaguares é duas vezes mais poderosa do que a de um leão!
Como a maioria dos grandes felinos, os jaguares são solitários e preferem caçar ao entardecer, ou à noite. Têm uma alimentação muito variada, podendo incluir cerca de 80 espécies, incluindo veados, antas, capivaras, raposas, peixes, sapos e cobras.

Apesar de temidos, os jaguares costumam fugir dos seres humanos. São raros os relatos de ataques deste felino ao homem e quando acontecem, normalmente estão relacionados com a defesa de seus filhotes.
É considerado um símbolo de força em antigas civilizações da América Central e do Sul.
Os jaguares estão quase ficando extintos em muitas regiões devido à perda de habitat em florestas tropicais da América do Sul e da caça pela sua pele.
Os filhotes dos jaguares nascem cegos e indefesos, precisando da proteção da mãe por cerca de 2 anos até aprenderem a caçar e poderem sobreviver sozinhos.



Jaguar na Neve

Os jaguares eram encontrados no oeste e sul dos Estados Unidos, incluindo Texas, Califórnia, Arizona e Novo México. Entretanto, o felino foi rapidamente eliminado do país e poucas aparições foram registradas desde os anos 1960.
O nome “jaguar” origina-se do termo tupi ya’wara, e pode ser traduzido como “fera” e até “cão”, já que o termo era utilizado pelos indígenas para se referir a qualquer “fera” antes da chegada dos europeus.
O jaguar pode ficar até uma semana sem comer, mas pode devorar até 20 kg de carne em um único dia.

Lenda do Jaguar


Há uma lenda associada ao jaguar que lhe atribui o título de Guardião da Floresta, é ele quem renova e transforma a vida da floresta tropical. Representa a transformação súbita, da vida e da morte.
A força transformadora da criação está intimamente associada à morte, contudo, e nossos ancestrais sabiam que tudo se transforma e se renova e que quem, ou o quê deixar de renovar, perecerá. No Universo e na vida, tudo é movimento, nada é fixo… O Universo flui… O caos e a ordem, expansão e contração, são ciclos naturais da vida. Que não venhamos a nos esquecer disso.

O jaguar é considerado o sentinela da floresta tropical e o Guardião do Portal da Morte. A vibração indômita do felino ajuda a identificar aquilo que precisa morrer dentro de nós – para que o renascimento aconteça. Às vezes uma doença grave aparece para que as pessoas sobrevivam e tornem-se saudáveis. Quando adoecemos nós não só temos uma oportunidade para recuperar nossa saúde, mas também dar um salto na vida.

Jaguar – Guardião da Floresta

A verdadeira cura advém da capacidade de autotransformação, na maioria das vezes não se trata apenas de melhorar a nossa saúde no aspecto físico. Esta é a morte simbólica que na presença do Jaguar pode ser bem mais fácil. Somente está aberto às mudanças aquilo que sofre abalos, sistemas estáveis resistem a toda e qualquer mudança.
Quando o Jaguar aparece, ele vem para nos mostrar a necessidade da morte simbólica como método de cura, pois só assim voltaremos ao equilíbrio. Sua presença tem isso de muito positivo e aponta a certeza de cura. Podemos invocar a energia do Jaguar para conter a expansão caótica de uma doença grave ou do desmatamento das florestas. É um guia para novas experiências espirituais.

E aí, gostou do artigo? Compartilhe e comenta ! 
yes

yes


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »