14/02/2020 às 15h33min - Atualizada em 14/02/2020 às 15h33min

Plano de segurança no Carnaval de SP conta com 15 mil policiais por dia

Rodovias, transporte sobre trilhos e ações de saúde também receberão reforço durante o feriado

Governo do Brasil
O Governador João Doria apresentou nesta sexta-feira (14) as diretrizes da Operação Carnaval Mais Seguro, que será implementada já neste final de semana e se repete de 21 a 26 de fevereiro e de 29 de fevereiro a 1º de março. A operação envolverá, em média, 15 mil policiais por dia. A Secretaria de Segurança Pública mapeou um total de 2.815 eventos carnavalescos que vão ocorrer em todas as regiões do Estado.

“Fizemos um planejamento especial para tornar o carnaval de São Paulo o melhor do país. Além de monitoramento nas estradas e de reforço nos transportes de grande capacidade, montamos uma mega operação policial preventiva. Drones, helicópteros e equipamentos de reconhecimento facial, além de sete delegacias da mulher, funcionando 24 horas por dia, contribuirão para melhorar a segurança dos que vão às ruas para curtir o carnaval”, disse Doria.

Os maiores eventos se concentram na capital, que terá desfiles no Sambódromo do Anhembi e mais de 600 blocos – alguns deles com previsão de mais de 40 mil pessoas em um único desfile de rua. A estimativa é que 15 milhões de foliões participem do carnaval na cidade de São Paulo – acréscimo de 25% ante a 2019.

“O Carnaval no Estado de São Paulo se transformou em um megaevento e, o sendo, exige de todos uma megaoperação, transcende a Segurança Pública. É uma ligação matricial de secretarias, de municípios, de guardas municipais para que esse megaevento seja conduzido e a população possa ter sua diversão tendo a proteção que precisa e que merece”, afirmou o Secretário de Segurança Pública, João Camilo Pires de Campos.

As ações preventivas e ostensivas serão intensificadas para combater crimes, inclusive os de cunho sexual. Haverá postos de apoio nos principais corredores de desfiles de blocos e no Sambódromo, além de tendas com ao menos uma PM feminina para acolhimento a mulheres vítimas de assédio ou em situação vulnerável.

O patrulhamento por viaturas e aeronaves também será reforçado. Em média, 12 helicópteros da PM serão usados diariamente, e locais de eventos terão monitoramento em tempo real por meio do Dronepol – em média, 50 drones por dia. A Operação Direção Segura terá 135 pontos de fiscalização diários em vias urbanas e rodovias para coibir infrações de trânsito e flagrar motoristas alcoolizados. Os plantões em delegacias e distritos policiais serão aprimorados e reforçados, inclusive com uso do novo Sistema de Reconhecimento Facial para buscar procurados pela Justiça e pessoas desaparecidas.

No litoral sul, além do efetivo local, há o reforço de 750 policiais militares da Operação Verão Mais Seguro. No litoral norte, o reforço é de 150 PMs. O Policiamento Rodoviário terá 12 veículos a mais para o litoral norte, 20 para o sistema Anchieta/Imigrantes e 17 para o litoral sul.

Transporte

A Operação Carnaval Mais Seguro também dará destaque ao transporte rodoviário e por trilhos, além das travessias litorâneas. As rodovias terão reforço operacional e de fiscalização em tempo real com uso de câmeras e drones. A travessia Santos-Guarujá terá sete balsas e uma lancha para até 190 passageiros, e a Guarujá-Bertioga ficará com duas balsas e uma lancha para 370 pessoas.

“Estamos mantendo a ação já estruturada na Operação Verão. As ações se concentram nos principais pontos do Estado juntamente com a ação do policiamento rodoviário e fazendo reforço principalmente nas balsas”, disse o Secretário de Logística e Transportes, João Octaviano Machado Neto.

Nas linhas de metrô e trens da Grande São Paulo, haverá reforço de funcionários nas estações com maior fluxo de passageiros e aumento no número de viagens de acordo com a demanda.

Saúde



Durante o carnaval, a Secretaria de Estado da Saúde vai atuar em diversas frentes. Para prevenir doenças sexualmente transmissíveis, haverá ações de testagem gratuita para HIV e sífilis, além da distribuição de preservativos masculinos e femininos e sachês de gel lubrificante.

O Centro de Vigilância Sanitária também vai promover blitze especiais da Lei Antiálcool para menores e da Lei Antifumo em estabelecimentos comerciais nos arredores dos locais de concentração de foliões. “Para isso temos 40 agentes na capital, mais 160 no interior, mais o efetivo da prefeitura no sentido de coibir, dentro daquilo que a gente consegue, o consumo de álcool e fumo principalmente entre pessoas menores de idade”, lembrou o Secretário da Saúde, José Henrique Germann Ferreira.

Em caso de desastres ou acidentes graves, equipes do Grupo de Resgate contarão com estrutura reforçada para atuar com o Águia e Corpo de Bombeiros.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »