27/09/2019 às 14h54min - Atualizada em 27/09/2019 às 14h54min

Cães miniatura: quais as principais raças e características desses pets?

Henrique Marsura
Foto: Divulgação
Foi-se o tempo que quem morava em apartamento não tinha cachorros de grande porte. Mas, mesmo que os condomínios tenham ficado mais flexíveis com relação à presença de pets de grande porte, muita gente ainda prefere criar um animalzinho de estimação menor dentro dos apartamentos.
 
E são muitos os cães de porte pequeno que podem viver bem dentro de espaços com poucos metros quadrados: pinschers, schnauzer miniatura, maltês e buldogue francês são os mais populares nos lares brasileiros.
 
E não é porque todos são pequenininhos que podem receber o mesmo tipo de tratamento. Há aqueles que são mais territorialistas, há aqueles que são mais preguiçosos. Ou seja, cada um tem as suas especificidades e todos requerem cuidados básicos para um vida longeva e saudável.

Vida em apartamento: por que adotar cães de pequeno porte

De fato, hoje em dia é cada vez mais comum ver cães de grande porte morando em apartamentos. Os veterinários e adestradores recomendam, no entanto, que, se a escolha do tutor for criar cães de grande porte em apartamento, que o local seja espaçoso e arejado, porque imóveis muito pequenos podem acabar estressando esses animais.
 
Muitas vezes eles precisam se movimentar bastante ao longo do dia e, vira e mexe, podem acabar destruindo a mobília ou invadindo áreas que os tutores querem manter fora do alcance dos pets, como os quartos.
 
Ou seja, se a pessoa mora em um imóvel pequeno, sem varanda ou outras áreas para o bichinho transitar livremente, é melhor que o tutor escolha uma raça menorzinha que não vai sofrer tanto com a ausência de espaço.
 
As raças de pequeno porte costumam ficar mais confortáveis em pequenos espaços e, por isso, elas devem ser consideradas com mais carinho por quem não abre mão de um pet, mas mora em locais menores. 

Schnauzer miniatura

Há muito tempo, os cãezinhos da raça Schnauzer eram chamados de pinscher de pelo duro. Isso acontecia porque eles eram confundidos com os pequeninos pinschers. No entanto, com o passar do tempo, os cães, de origem alemã, se consolidaram como Schnauzers.

Características do Schnauzer

Com longos bigodes que lhes cobrem o rosto, os cães dessa raça têm também sobrancelhas grossas que protegem os olhinhos arredondados.
 
Super sociáveis, esses cães adoram o convívio com a família humana e costumam se dar bem com as crianças. Eles também têm facilidade para conviver com outros bichos, mas, nesse caso, é preciso um trabalho de treinamento e socialização.
 
Extremamente espertos e leais, os cães dessa raça estão sempre alertas para defender a família e são super inteligentes e brincalhões. Embora se adaptem perfeitamente em ambientes pequenos, geralmente precisam realizar atividades físicas, como caminhadas e corridas em locais públicos, como os parques.

Maltês

Considerada uma das raças mais antigas do mundo, o maltês é também uma das raças mais populares quando consideramos os tutores que vivem em apartamentos e locais menores.

Características do maltês

Os cães da raça maltês são pequenos, mas têm o corpinho alongado. Os pelos mais longos se concentram na região da cabeça, próximos aos olhos e ao “bigode”. Tradicionalmente, eles são de cor branca, mas tons de marfim e outras tonalidades mais escuras também são possíveis na região das patas e orelhas.
 
Os malteses são extremamente gentis e adoram carinho, seja ele feito pela família humana ou não- sim, os cães dessa raça gostam de carinho mesmo que vindo de estranhos. Extremamente leais, são cães que gostam de brincar e estar com a família humana, mas também podem se adaptar a tutores mais tranquilos.

Pinscher

Os cães da raça pinscher são muito lembrados por seu temperamento, digamos, explosivo. Considerado aquele cão “baixinho que gosta de briga”, os pinschers são extremamente adaptáveis aos ambientes pequenos e, apesar da má fama, são muito leais à família humana.

Características dos pinschers

Só quem já teve um pinscher consegue explicar como esses cãezinhos, embora sejam bravos com estranhos, são também extremamente amáveis e leais à família humana.
 
Adaptam-se perfeitamente a ambientes pequenos, mas é de extrema importância que tenham como extravasar a energia acumulada para não descontarem, por exemplo, em móveis e outros pertences do tutor.
 
Eles são extremamente agitados e precisam de boas atividades físicas, como caminhadas e mesmo corridas. Gostam do contato com o tutor, por isso, é extremamente recomendado que os donos separem um tempinho para brincadeiras e carinho nos pequenos pinschers que vão responder com muita alegria e amor.

Buldogue francês

Muita gente acha que ser pequeno é sinônimo de ser fraquinho. Bem, este, definitivamente, não é o caso do buldogue francês que pode até ser miúdo, mas tem um corpo extremamente robusto.

Características do buldogue francês

De orelhinhas em pé, olhos arredondados e fucinho curto, os cães dessa raça são extremamente amorosos com a família e adoram um dengo dos pais e irmãos humanos.
 
São extremamente bem-humorados e adoram uma brincadeira com os tutores, mas, geralmente, são territorialistas, por isso, quem quer que eles convivam com outros pets precisam ensiná-los desde cedo.
 
Não gostam tanto de atividades físicas e também por isso se dão bem em ambientes menores. Mas é importante que o tutor considere manter uma carga de atividades físicas diariamente, pois os buldogues franceses têm propensão a desenvolver obesidade.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »