29/05/2019 às 14h46min - Atualizada em 29/05/2019 às 14h46min

Williams pede o fim de veto “bobo” da Ferrari

F1 Mania
Foto: Andrej Isakovic/ AFP
Claire Williams, vice-diretora da equipe Williams, classificou a regra de veto da Ferrari como “boba”, e quer vê-la removida da Fórmula 1.

A Ferrari deixou claro que deseja manter seu direito de veto sobre possíveis alterações nas regras da F1, quando os novos contatos da Fórmula 1 entrarem em vigor em 2021. É um direito que eles têm há quase 40 anos.

O chefe da equipe da Scuderia, Mattia Binotto, disse que o veto ajuda a proteger todas as equipes, mas a própria Williams não estava sentindo essa proteção quando questionada sobre se a regra deveria permanecer em vigor após 2021.

“Não, acho que é bobagem, se posso ser honesta”, disse Williams na conferência de imprensa da FIA em Mônaco.

“Eu tenho um problema no nosso esporte, de qualquer forma, no fato de eu achar que é muito democrático. Eu tenho sido bastante aberta sobre isso”.

“Eu sinto que a F1 e a FIA devem ter mais propriedade nos regulamentos”.

“Nós queremos muito isso de maneira colegiada, o que é prejudicial quando todos temos nossas próprias agendas”.

“Precisamos estar olhando para este esporte e sua sustentabilidade para o futuro, protegendo-o e protegendo o verdadeiro DNA disso”.

“Fazer isso por comitê pode ser muito difícil”.

“Não acho que uma equipe deva ter direito a um veto. Isso não faz sentido para mim”.

Christian Horner da Red Bull, sentado ao lado, concordou com os sentimentos de Williams.

“Você pode ver isso de duas maneiras: é uma rede de segurança porque eles representam as equipes, mas também representam a Ferrari”, disse ele.

“Provavelmente, se formos para uma folha de papel limpa, faria sentido que não estivesse lá, como Claire diz, as mesmas regras para todos”, completou.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »