27/02/2019 às 16h58min - Atualizada em 27/02/2019 às 16h58min

Coreme forma 1ª turma da Residência Médica da Santa Casa de Araçatuba

Assessoria de Imprensa
Foto: Divulgação
Na manhã de quarta-feira (27), a vice prefeita de Araçatuba, Edna Flor, representando o prefeito Dilador Borges, que se encontrava em viagem a São José do Rio Preto para assinatura de repasse do Governo do Estado de São Paulo, participou da solenidade de conclusão da primeira turma do Programa de Residência Médica implantado na Santa Casa de Misericórdia de Araçatuba.

Além da vice-prefeita, compuseram a mesa de honra do evento o Coordenador da Coreme (Comissão de Residência Médica), Dr. Rafael Saad; o provedor da Santa Casa de Araçatuba, Dr. Claudionor Aguiar Teixeira; o diretor técnico da Santa Casa, Dr. Giulio Cocina; o vice coordenador da Coreme, Dr. Anderson Azevedo Dutra; a conselheira do Cremesp (Conselho Regional Medicina Estado São Paulo), Drª. Regina Marquezine; o diretor técnico do hospital, Dr. Fabrico Zanini e o diretor técnino do DRS II (Departamento Regional de Saúde de Araçatuba), Carlos Alberto Barducci. Também representaram a prefeitura de Araçatuba a secretária municipal de Saúde, Carmem Slivia Guariente, e a diretora do departamento de Atenção Básica Municipal, Aparecida Nava.

A Coreme (Comissão de Residência Médica) e a direção da Santa Casa de Araçatuba realizaram a solenidade referente ao Programa de Residência Médica, implantado no hospital e autorizado pelo Ministério da Educação através da CNRM (Comissão Nacional de Residência Médica, que visa aprimorar as competências técnico-assistenciais de profissionais formados em cursos de Medicina de todo o país.

Segundo a assessoria de imprensa da Santa Casa de Araçatuba, a primeira turma de concluintes é composta por 10 médicos especialistas nas áreas de Clínica Médica (6) e Pediatria (4). O curso foi iniciado em março de 2017 com um conteúdo que priorizou a prática. “São apenas 10% de parte teórica e 90% de atividades práticas com pacientes em rotinas ambulatoriais, enfermarias, urgência e emergência e terapia intensiva”, explica o médico Rafael Saad, coordenador da Coreme e preceptor de Clínica Médica da Residência Médica da Santa Casa de Araçatuba.

De acordo com Saad, a vocação da Santa Casa de Araçatuba, de hospital de especialidades e de referência em atendimentos de média e alta complexidades para 40 municípios da região, oferece aos residentes de Medicina cenários diversificados e ideais para práticas de assistência, incluindo subespecialidades relacionadas à clínica médica e pediatria, como por exemplo, cardiologia, nefrologia, pneumologia e oncologia. “O aproveitamento foi muito bom. Nós os preceptores percebemos o crescimento dos alunos durante esses dois anos   e os próprios residentes percebem essa melhora”, afirma Saad.

Esses fatores aliados ao bom nível dos preceptores de todas as especialidades e a estrutura do hospital possibilitam à Residência Médica da Santa Casa de Araçatuba colocar no mercado de trabalho profissionais capacitados para atender a população. “A conclusão desta primeira turma é motivo de orgulho para a direção da Santa Casa e todos aqueles que estiveram envolvidos direta e indiretamente para instalação da Residência Médica no hospital”, define Saad.

Para o coordenador da Coreme, a presença de um volume tão expressivo de médicos – são 40 no total- nas rotinas de assistência também é positiva para os pacientes da Santa Casa de Araçatuba.” A atuação dos residentes aprimora a qualidade do atendimento. Os pacientes passam a dispor de assistência ainda mais presente e as práticas de atendimento humanizado também são aperfeiçoadas”.

Título de Especialista

A Residência Médica da Santa Casa de Araçatuba constitui modalidade de ensino de pós-graduação, sob a forma de cursos de especialização nas áreas de Clínica Médica, Ginecologia e Obstetrícia, Ortopedia e Traumatologia, Pediatria e Radiologia e Diagnóstico Por Imagem.

Segundo o hospital, os residentes certificados nesta quarta-feira já estão aptos ao exercício das referidas especialidades e habilitados para novas capacitações, como por exemplo, concorrer às provas de Residência Médica para   título de especialista em uma das subespecialidades relativas ao curso que estão concluindo.

Os concluintes de Clínica Médica, por exemplo, estão habilitados para cursos de especialização em cardiologia, endocrinologia, gastroenterologia, nefrologia, oncologia e   pneumologia.  A conclusão da Residência Médica em pediatria é pré-requisito para provas de especialização em várias áreas, como por exemplo, em neuropediatria e neonatologia.

A coordenação da Coreme estima que a partir de 2020, o Programa de Residência Médica da Santa Casa de Araçatuba já estará habilitado para oferecer especialização em subespecialidades correlatas à Clínica Médica e Pediatria. A direção do hospital já solicitou ao Ministério da Educação credenciamento para especialização em Cardiologia, Cirurgia Geral, Neonatologia e Terapia Intensiva Infantil. “Estamos aguardando somente as vistorias técnicas pelo MEC”, informa o coordenador da Coreme, Rafael Saad.


 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »