12/12/2018 às 08h21min - Atualizada em 12/12/2018 às 08h21min

Vice-prefeita participa de Seminário Polícia Civil e Tecnologia

A vice-prefeita Edna Flor participou, na manhã desta terça-feira (11), do Seminário Polícia Civil e Tecnologia.

Assessoria de Imprensa
Foto: Divulgação
O encontro ocorreu no auditório da UEP 10 (Unidade de Ensino e Pesquisa) da Polícia Civil. Voltado a policiais civis, representantes do Poder Judiciário e Ministério Público, o evento teve por objetivo capacitar esses profissionais para utilização de ferramentas facilitadoras de comunicação entre empresas de tecnologia e órgãos policiais, a fim de auxiliar na investigação de crimes cibernéticos.

Foram convidados especialistas da Microsoft, Tim, Consulado Americano no Brasil e policiais que participaram da Operação Luzes da Infância, ocorrida em maio deste ano, que mobilizou 2,6 mil policiais em 24 estados e no DF.

Convidados pela delegada dirigente da Academia de Polícia, Ana Lúcia de Souza Ghaname, as autoridades foram colocadas em destaque para a abertura oficial.

Fizeram parte da mesa diretora o delegado divisionário do Deinter 10, Carlos Casati; o juiz de direito da 3ª Vara Criminal, Emerson Sumariva; a vice-prefeita Edna Flor; o delegado seccional de Polícia de Andradina, José Astolfo Júnior e o vereador Jaime José da Silva.

Casati relatou os desafios diários enfrentados pelos policiais civis e disse que as novas tecnologias serão de grande proveito à profissão. “Se o crime avança, se revoluciona, temos que acompanhar utilizando as tecnologias já disponíveis e buscando as novas”.

Edna Flor, que representou o prefeito Dilador Borges, se pronunciou a respeito da iniciativa “Vocês vão falar de tecnologias e sabemos o quanto elas impactam o dia a dia da sociedade. Ontem foi dia Internacional dos Direitos Humanos e gosto sempre de dizer que a dignidade humana é um direito fundamental. infelizmente percebemos que quase diariamente que ela é extremamente agredida com os crimes, em que não dá pra medir nem mensurar o tamanho da lesão na vida das pessoas. Por isso, é fundamental que tenhamos as ferramentas corretas para preservar a dignidade e a vida das pessoas, seja de maneira preventiva ou com punição adequada.
 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »