06/07/2018 às 08h22min - Atualizada em 06/07/2018 às 08h22min

CREA fiscaliza montagem de estrutura do recinto de exposição

Ação especial de fiscalização visa garantir a integridade dos participantes no evento

Assessoria de Imprensa

O CREA/SP (Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Estado de São Paulo) realizou operação especial de fiscalização no recinto de exposição Clibas de Almeida Prado, onde, a partir desta sexta-feira, é realizada mais uma edição da tradicional EXPÔ-ARAÇATUBA. O objetivo do trabalho, segundo Ricardo Cury, chefe da Unidade de Gestão e Inspetoria, em Araçatuba, foi de apurar junto aos responsáveis técnicos das empresas responsáveis pela montagem da estrutura se elas seguem o que determina a legislação. "O CREA/SP verifica todas as atividades inerentes a construção, edificação, ou seja, tudo aquilo que venha de certa forma envolver um risco a sociedade dentro do que abrange o Conselho. Buscamos o responsável técnico que poderá responder civil e criminalmente, caso ocorra algum acidente ou incidente", explica o chefe do CREA/SP.

Cury explica que os agentes fiscais verificaram a existência de Anotação de Responsabilidade Técnica em cada serviço executado. Também conferiram se as empresas possuem registro no órgão, responsável técnico e habilitação para realizar as atividades para as quais foram contratadas. Em caso de irregularidade, as empresas são notificadas para adequarem-se à legislação. "Os fiscais verificam a documentação, não a estrutura em si, mas o profissional responsável por toda a estrutura. Acreditamos que a presença de um profissional responsável técnico enseja que a estrutura já está devidamente capaz de desempenhar o seu papel", completa Cury. Ate agora nenhuma irregularidade foi encontrada pelos agentes do CREA/SP. "A comissão da festa está bastante profissionalizada e ciente que o evento irá sofrer a fiscalização", diz.

Ainda de acordo com Cury, o trabalho de fiscalização do órgão permanece mesmo após o início da feira agropecuária. "No caso de algum acidente é feito imediatamente a apuração para identificar que é o responsável técnico e verificar sua responsabilidade e se houve negligência, imperícia ou imprudência por parte do responsável técnico daquele serviço que veio causar àquele acidente", completou Cury.

Na gestão do atual presidente do CREA/SP, engenheiro Vinicius Marchese Marinelli, o trabalho de fiscalização, como o que foi realizado na tarde desta quinta-feira, em Araçatuba, vem sendo intensificado. "Em todos os cantos do estado de São Paulo, não apenas na cidade de Araçatuba, onde ocorre um evento que temos a presença da comunidade, o CREA/SP verifica a existência de profissional responsável para que não ocorra os sinistros que nós, infelizmente, estamos acostumados a presenciar. Esta precaução se faz necessária, é algo salutar, é o respeito do Conselho com a comunidade", finaliza Cury.

 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »