23/03/2022 às 10h34min - Atualizada em 23/03/2022 às 10h34min

PRF vai realizar cinco grandes ações de combate a organizações criminosas neste ano

Nos últimos três anos, a PRF fez a recuperação de R$ 23,1 bilhões em apreensões relacionadas ao crime organizado em estradas federais de todo paíse

Polícia Federal
Foto: Polícia Federal
A Polícia Rodoviária Federal (PRF) anunciou que vai realizar cinco grandes operações neste ano em todas as regiões do país. O anúncio foi realizado na manhã desta terça-feira (22), na sede da Polícia Rodoviária Federal, em Brasília. Além das operações, a instituição apresentou os novos sistemas que vão aprimorar o trabalho dos policiais e a implementação de colégios cívicos em todo o Brasil.

Entre as operações anunciadas está a Égide II, que vai combater as organizações criminosas nas rotas que conectam o Rio de Janeiro aos outros estados. Essa operação já foi realizada no ano passado. “A Égide II avança para todas as fronteiras do Brasil. Em virtude dessa operação, os criminosos mudaram as rotas, já mapeadas pela nossa inteligência. E, agora, a gente inclui também essas rotas na operação Égide, fazendo um grande cinturão no estado do Rio. Primeiro nos corredores, depois nas divisas com todos os seus estados vizinhos e, depois, o último cinturão, na área metropolitana”, detalhou o diretor-geral da PRF, Silvinei Vasques.

No Centro-Oeste, a Operação Planalto vai realizar ações de policiamento especializado nos acessos à capital federal. A Nordeste Seguro terá ações especializadas de combate ao crime desde o sertão ao litoral nordestino. “A gente está com o enfoque muito grande nos crimes interestaduais, pela proximidade que os criminosos conseguem se locomover no Nordeste e também [combater] o novo cangaço”, frisou Silvinei Vasques.

Já na Região Norte, a Operação Rotas da Amazônia vai combater crimes ambientais e transfronteiriços na região amazônica. Por fim, a Operação Rota Brasil vai promover ações simultâneas de segurança viária e combate ao crime em 400 pontos do país.

Nos últimos três anos, a PRF fez a recuperação de R$ 23,1 bilhões em apreensões relacionadas ao crime organizado em estradas federais de todo país. De acordo com a instituição, nesse período, mais de 1.800 toneladas de drogas foram apreendidas e cerca de 130 mil pessoas foram presas por agentes da PRF e encaminhadas à Polícia Federal e às polícias estaduais.

Ainda durante o evento, o Ministério da Justiça e Segurança Pública fez a entrega simbólica de seis viaturas blindadas, de um total de 34 que foram adquiridas e estão sendo entregues à PRF, para aumentar a segurança do policial em serviço em áreas conflagradas. A corporação recebeu ainda equipamentos de uso pessoal úteis ao trabalho diário do policial rodoviário federal, como lanternas operacionais, cinturões táticos, gorros e mochilas, totalizando 41 mil itens.

Colégio Cívico PRF
Durante o evento, também foi assinado um termo de implementação de colégios cívicos em parceria com a PRF em todo o Brasil. Na solenidade foi apresentada a experiência da Escola PRF, fruto de uma parceria entre a Prefeitura de Palmas, no Tocantins, e a Polícia Rodoviária Federal. Localizada na capital do estado, a unidade tem a educação para o trânsito inserida em sua grade curricular e um trabalho contínuo de formação cívico-patriótica, valorizando conceitos de cidadania na formação das crianças e adolescentes. Nesse espaço de ensino, cultura e lazer são atendidos aproximadamente 1.100 alunos do ensino fundamental.

A ideia é levar a experiência da Escola PRF de Palmas para outros estados.

Inovações
Entre as inovações tecnológicas apresentadas pela PRF está o Sistema BOP Multiagência, que possibilita o compartilhamento de boletins de ocorrência policial com outras instituições e órgãos parceiros, como Polícia Federal, Polícia Militar, Guarda Municipal e Detran. O objetivo do sistema é levar a cooperação e integração nacional e internacional com ocorrências criminais compartilhadas com outros órgãos.

Internamente, a PRF apresentou um novo sistema de recebimento, despacho e atendimento de ocorrências, o Cad Mobile. A plataforma possibilita a visualização georreferenciada das equipes em campo, o despacho de ocorrências para equipes mais próximas, o que resulta em menor tempo para atendimento e economia de recursos.

Entre as outras medidas para facilitar o trabalho da corporação estão o Painel do Servidor, relacionado à saúde e apoio emocional do policial; o Sistema Patrulha, para a segurança de voo das Operações Aéreas; o Sistema Frequência, para registrar e processar a frequência de servidores e estagiários e o Sistema SIAGP, uma base única de informação de pessoal.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »