28/02/2022 às 14h37min - Atualizada em 28/02/2022 às 14h37min

Aposte em plantas para a decoração do seu lar!

Uma decoração sem plantas torna o espaço sem vida, é o que alguns dizem. A mesclagem de cores e aspectos delas ao concreto, pedra ou metal é o que atrai muitos arquitetos, designers e moradores na adoção deste conceito

Assessoria de imprensa, Michelly Nakazone
Foto: Imagem Ilustrativa

As plantas domésticas estão presentes nos projetos de decoração há muito tempo. Após a popularização do estilo modernista na arquitetura, com suas formas quadradas, a ênfase no concreto e na urbanidade, o resgate da tendência é dar vida a ambientes mais austeros. 

Assim como a reinserção da madeira nos projetos arquitetônicos, as plantas ornamentais seguem uma demanda por mais aconchego e harmonia com formas naturais. 

Além disso, a presença de vegetação nos espaços de convivência geram benefícios como: 

  • Melhor renovação do ar; 

  • Regulação da umidade; 

  • Estímulo aos neurotransmissores do prazer; 

  • Melhoria na qualidade do sono. 

O impacto das plantas domésticas na saúde pode ser sutil, mas perceptível ao longo prazo. 

Sua instalação em áreas como quartos e salas de estar contribuem com um espaço mais relaxante, necessário para a qualidade de vida.

Tipos de plantas ornamentais

As plantas ornamentais variam em termos de aparência, estrutura e necessidades básicas, com aplicações para áreas internas e externas de uma casa. 

O nível de proteção da espécie em relação à natureza é o que categoriza suas aplicações em:

Plantas internas 

As plantas internas são ideais para espaços cobertos, sendo alguns de seus exemplos mais versáteis e outros mais sensíveis. 

A região interna de uma casa é um espaço mais controlado, permitindo o ajuste do ambiente para melhoria da planta. 

Espada de São Jorge

A espada-de-são-jorge é uma espécie muito comum de planta doméstica no território nacional. 

Resistente, a espada-de-são-jorge suporta longas horas sob a luz direta, mas se comporta melhor em espaços de luz indireta na maior parte do dia. 

Por isso, recomenda-se o seu uso em cômodos internos da casa, como salas de estar. 

Sua posição combina facilmente com qualquer projeto de interiores completo e pode ser utilizada para mesclar a decoração, uma vez que suas folhas são apontadas para cima. 

A espada-de-são-jorge é uma planta barata e de fácil manutenção, com cultivo similar aos cactos, com um solo de fácil drenagem, de maneira a evitar o acúmulo de água. 

A adição de areia e outros componentes que ajudem na dispersão da umidade é recomendada.

Orquídea

As orquídeas são uma planta muito conhecida, com flores pequenas, na coloração lilás, troncos longos e finos. 

A flor funciona muito bem com luz indireta e pode ser um ponto de cor nos projetos mais monocromáticos, ao mesmo tempo em que mantém a simplicidade. 

O aspecto das orquídeas é bastante delicado e para manter uma em casa, o morador pode usar um vaso pequeno. 

É importante, porém, a preferência por vasos de barro e uma poda periódica, bem como a criação de uma rotina de meia sombra para a planta. 

Quando se fala em jardinagens e paisagismo, a meia sombra diz respeito ao contato com a luz direta durante poucas horas do dia, permanecendo na sombra a partir de então. Tal contato pode ser em uma janela aberta, durante a primeira parte da manhã. 

Suculentas 

As suculentas são similares aos cactos por seu aspecto mais compacto, de folhas grossas e curtas, com aspecto fosco em sua superfície. 

É também uma planta caracterizada por sua pouca necessidade de água e solo com amplo poder de drenagem. 

As suculentas são um conjunto variado de plantas e assumem várias formas, as suculentas trepadeiras são mais compridas e caem como uma cascata pelo vaso, usualmente postas em regiões mais altas da parede de uma sacada fechada com vidro, por exemplo. 

Por outro lado, as suculentas arbustivas são as que mais se parecem com os cactos e as mais empregadas em espaços internos. 

Ocupando pequenos vasos, esse tipo de suculenta pode ser posicionada em quartos, salas ou na cozinha. 

O único lugar pouco recomendado para essa planta é o banheiro, por conta de sua umidade.

As suculentas são também ideais para varandas e quintais, posto que se adaptam ao sol constante, como é o caso da espada-são-jorge. 

Dinheiro-em-penca

Por falar em banheiros, a dinheiro-em-penca é um excelente exemplo de planta que pode ser usada para ornamentar esse espaço. 

Figurando entre as espécies mais belas para o ambiente doméstico, a-dinheiro-em-penca gosta da sombra e da umidade. 

Suas folhas assumem uma coloração que mescla o branco e o rosa-claro, com folhas delicadas e de ponta arredondada, formando um lindíssimo ramo de cachos. 

Um projeto de interiores completo pode tornar o banheiro mais aconchegante com esta adição. 

A dinheiro-em-penca também pode assumir uma coloração dupla, com metade de suas folhas em um verde vivo e a outra metade sob o belo rosa. A combinação de tons acrescenta charme e autenticidade ao espaço. 

Plantas externas

As plantas externas são mais resistentes e estarão mais expostas às intempéries, à ação de insetos e qualquer outro aspecto em um espaço pouco controlado. São espécies comuns e de fácil manutenção:

Agave 

A agave é um conjunto com diversas variações, compartilhando entre si algumas características fundamentais: não suportam a umidade e ficam saudáveis com a exposição à luz direta na maior parte do dia. 

Suas folhas são robustas e imponentes, especialmente a agave-dragão, que possui ramos mais largos. 

Cultivadas em vasos mais profundos, a agave também pode ser posta diretamente sobre o solo de quintais e pode chegar até 1 metro de altura. 

Babosa

A babosa é conhecida pelo uso do composto extraído do centro de suas folhas, um gel transparente empregado na culinária e na cosmética. 

Para plantar essa espécie, além de regiões com sol abundante, é recomendado o uso de adubo para o solo. 

O adubo pode ser feito de maneira artesanal, usando resíduos de alimentos e minhocas para a digestão. 

No entanto, é importante ter cuidado com a quantidade e os compostos usados no adubo, nem todos os alimentos são recomendados nesse tipo de ação. 

Além do uso evidente dessa folha, a babosa é uma excelente opção de ornamento para áreas externas. 

Suas folhas em formas de garfos adicionam um estilo que pode se mesclar ao formato de persianas horizontais no projeto arquitetônico da casa. 

Begônia

As begônias são flores que lidam bem com o sol direto, desde que haja fornecimento abundante de água. 

São ideais em temperaturas que não passam dos 25ºC e exibem uma coloração avermelhada, com brotos amarelos no seu centro.

Destoando das demais plantas apresentadas neste artigo, de coloração verde, a begônia pode funcionar como um ponto de cor para áreas externas. 

Em projetos de integração dos espaços internos aos externos, a tinta para sala pode ser combinada à cor da begônia.

Cuidados importantes com as plantas decorativas

Cada planta decorativa exige cuidados específicos, mas alguns deles são gerais e devem ser aplicados com qualquer espécie escolhida, seja ela posta dentro ou fora de casa. São eles:

Use água na quantidade e frequência corretas 

É importante realizar uma pesquisa detalhada antes de escolher uma planta para a área externa ou interna da casa, uma vez que cada espécie possui necessidades distintas de solo, luz e umidade. 

Ao estudá-las, o proprietário do espaço deve montar um cronograma de rega personalizado para cada planta, assegurando que elas recebam água na quantidade e frequência correta. Em grande parte dos casos, um modo de medição é conferir a umidade da terra. 

Plantas externas de luz direta, com exceção das espécies semi-áridas, necessitam de uma frequência de rega maior, já que estão expostas ao calor, o que acelera a evaporação. 

Para as plantas internas, é importante considerar o nível de umidade do cômodo. 

Caso haja uma reforma de apartamentos, o acréscimo de mais uma fonte de ventilação deve ser considerado na recolocação das plantas ornamentais. Se preciso, é importante refazer a rotina de rega das plantas. 

Mantenha as plantas longe de animais 

Os animais domésticos, como gatos e cachorros, podem representar um perigo mortal para as plantas ornamentais. 

Além dos ataques físicos, com as mordidas ou esbarrões dos pets, os vasos podem entrar em contato com urina ou fezes do animal. 

Especialmente no contexto dos gatos, que preferem regiões que podem ser escavadas para expelir seus dejetos, os vasos cheios de terra podem servir como locais ideais para esconder suas fezes, gerando a morte das plantas e a troca de todo o solo. 

Para prevenir esse tipo de problema, é possível investir em adestramento dos pets da casa ou colocação dos vasos em locais de difícil acesso. 

É importante também lembrar que algumas espécies de plantas podem ser tóxicas para animais e humanos. 

Considere as estações do ano 

A maneira como as estações do ano se comportam em sua região pode ser decisiva na escolha de uma planta ornamental. 

Algumas espécies, ao passo em que suportam com versatilidade pouca ou muita luz solar, podem ser muito frágeis à umidade. 

Invernos repletos de chuvas ou geada devem ser considerados no momento de escolha das espécies, principalmente para aquelas localizadas em áreas externas. A temperatura média em cada estação é também um fator importante. 

O morador pode usufruir de boletins disponibilizados por meio de um serviço de entrega expressa, com informações importantes que rastreiam as condições do clima anualmente, comparando com históricos em períodos de até 10 anos. 

Conclusão

Portanto, as plantas ornamentais são oportunidades de junção entre as construções humanas e a natureza. 

Acrescentando aconchego e bem-estar, as opções de vegetação são tão extensas que podem se adequar a qualquer projeto de decoração. 

Ideais para ambientes internos e externos, as plantas ornamentais permitem a mesclagem de cores e texturas, enriquecendo o visual. 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »