02/08/2022 às 13h15min - Atualizada em 02/08/2022 às 13h15min

Pesquisa aponta que as pessoas estão ouvindo mais músicas antigas!

Foto: Divulgação Banda Metalica
De acordo com uma pesquisa realizada pela Luminate, antigamente conhecida como MRC Data/Nielsen Music, e revelada pela Music Business Worldwide, o consumo de músicas mudou e as pessoas estão ouvindo mais canções antigas do que as novas.

A métrica "consumo total de álbuns" leva em consideração downloads, streams e as vendas de música digital e física.

Segundo o estudo, obtido através de um relatório semestral, indicou que o consumo de músicas novas nos últimos 18 meses caiu em 1,4% - uma queda de aproximadamente 2 milhões.

Atualmente, o consumo de músicas novas são de 27,6%. Já as antigas representam 72,4%. Nem mesmo os grandes artistas da atualidade (Drake,The Weeknd e Kendrick Lamar) tem conseguido impactar tanto as pessoas.

A explosão da música latina nos Estados Unidos também apontou um crescimento de 33% superando seu rival mais próximo Country (que teve crescimento de apenas 9%)

Mais de um terço do consumo são de músicas lançadas entre 2017 e 2019.

Um exemplo bem atual das músicas antigas estarem sendo mais consumidas é a banda liderada por Axl Rose.

Dois dos hits de maiores sucesso da banda Guns N'Roses, atualmente ocupam o 2º e 3º da Hot Hard Rock da Billboard com os singles "Sweet Child O' Mine" e "Welcome to the Jungle", respectivamente. Uma das razões dessa subida está no lançamento do filme "Thor: Amor e Trovão", lançado neste ano. As duas canções integram a trilha sonora.


Não podemos esquecer de mencionar "Master of Puppets", do Metallica, que também passou a ser uma das mais executadas depois de aparecer na série da Netflix, "Stranger Things".


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »