13/03/2018 às 13h59min - Atualizada em 13/03/2018 às 13h59min

Rapper Renan Inquérito comanda sarau e show no Sesc Birigui nos dias 15 e 16

No sarau "Parada Poética", público é convidado a interagir a partir de performances com a poesia falada; já o show terá músicas do novo disco do grupo Inquérito, "Tungstênio"

Assessoria de Imprensa
O rapper Renan Inquérito estará no Sesc Birigui para mostrar a força de sua literatura e de sua música. Ele comanda o palco em dois eventos: o sarau "Parada Poética", na quinta, dia 15, e o show de seu grupo Inquérito, na sexta, dia 16. As atrações começam às 20h, na Área de Convivência do Sesc, com entrada gratuita.

No sarau, Renan convida o público a interagir usando a poesia falada, fugindo ao tradicionalismo e tornando a literatura algo acessível a todos. No show, ele divide o palco com Pop Black e DJ Duh, na junção entre MC, backing vocal e toca-discos. O show conta ainda com os grooves do baixista Marcelo Cruz e das guitarras de Gabriel Adorno, e traz composições do sexto e mais recente disco da banda: "Tungstênio".

O novo álbum, lançado neste ano, tem 12 faixas, com participações nacionais e internacionais. Entre os nomes, estão: Zeca Baleiro, Mato Seco, Tulipa Ruiz, os rappers Rashid, Diomedes Chinaski e Nicole; o cantor de fado português Luís Travassos, o rapper angolano MCK e a cantora neozelandesa LAWN. O coral Somos Iguais, formado por crianças refugiadas que vivem em São Paulo, canta na faixa "Anônimos".

Além de MC, compositor e líder do grupo Inquérito, Renan é educador e enxerga a arte como mais um caminho para a educação. Ele percorre, além dos palcos, também escolas e unidades da Fundação Casa, realizando saraus, shows, debates e oficinas. 

Os quatro discos anteriores a "Tungstênio" são: "Corpo e Alma" (2014), "Mudança" (2010), "Um segundo é pouco" (2008) e "Mais loco que u barato" (2008). O rapper lançou os livros "#poucaspalavras" (2011) e ''Poesia pra encher a laje'' (2016). "Cada canto um rap, cada rap um canto", título de sua dissertação de mestrado em Geografia, rendeu um documentário sobre as regionalidades do rap brasileiro e um show com artistas de todo o país no Sesc Campo Limpo, em São Paulo.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »