13/01/2020 às 08h47min - Atualizada em 13/01/2020 às 08h47min

Ex-modelo dona de chácara onde pit bulls foram resgatados presta depoimento à polícia

A empresária nega envolvimento em rinhas e afirma que não submetia os cães a maus-tratos

ANDA
Foto: Reprodução
A ex-modelo e empresária Paula Roberta Sacchi, proprietária da chácara em Itu (SP) onde pit bulls foram resgatados, prestou depoimento à polícia na quinta-feira (9).

A polícia suspeita que os cachorros eram explorados em rinhas.

“Sofro ameaças, as pessoas falam absurdo e é um absurdo o que está acontecendo”, disse Paula Roberta Sacchi.

A empresária disse  que alugava a chácara onde os cães eram mantidos e negou os crimes de maus-tratos.

“Não tinha nenhuma rinha. De jeito nenhum que eu aceitaria um negócio desse. Os cachorros estavam em correntes de quatro metros cada um, tinham sim a casinha deles e em cima da casinha ainda tinha uma parte coberta, sempre com água e comida. Inclusive, no dia da invasão tinham sacos de ração e também dos outros animais, tinham acompanhamento dos veterinários”, explicou a empresária.

O caso está em segredo de Justiça. Segundo o delegado, outras pessoas que estavam na chácara no dia em que os cães foram resgatados irão prestar depoimento e o local será periciado.

O advogado de Paula defende também o peruano Brayan Luis Canavang Escobar, preso em uma rinha de pit bulls em Mairiporã (SP) e solto após audiência de custódia.

“Ele foi para lá [rinha] para ver uma competição. Esses cachorros pulam em altura. Você joga uma bolinha no alto e eles pulam para pegar e trazem”, contou o advogado de defesa. Bryan se apresentou à polícia, para dar mais informações sobre o que fazia na rinha, há quatro dias em São Paulo.

Após a prisão do peruano, a polícia foi informada sobre a chácara em Itu onde, segundo a denúncia, o homem criava cães para rinha. No local, 33 pit bulls foram resgatados.
 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »