06/01/2020 às 10h50min - Atualizada em 06/01/2020 às 10h50min

Superaquecimento de celular causa incêndio e destrói dois apartamentos em SP

Aparelho foi deixado carregando sobre a cama quando causou o incêndio, segundo o Corpo de Bombeiros; ninguém se feriu

Olhar Digital
Foto: Divulgação
Baterias de celular não são brincadeira, como o caso do infame Galaxy Note 7 comprova. Um novo exemplo foi dado nesta semana na cidade de Santos, no litoral do estado de São Paulo. Segundo os bombeiros, um celular deixado carregando na tomada iniciou um incêndio que destruiu dois apartamentos.

Até o momento, não se sabe qual é o modelo de celular, ou se o carregador utilizado era original ou pirata, que costuma ser a explicação mais recorrente para os casos de celulares que explodem ou pegam fogo.

O incêndio aconteceu ainda na quinta-feira (2). O apartamento estava alugado por um grupo de turistas, que afirmaram ter deixado um celular carregando em cima da cama. Com o superaquecimento, o aparelho pegou fogo e logo as chamas se espalharam para o resto do apartamento.

Felizmente, ninguém se feriu com as chamas. Os bombeiros foram acionados rapidamente, já que as chamas puderam ser vistas por uma das janelas do apartamento. O prédio de 12 andares também foi evacuado por questão de segurança, e os moradores precisaram voltar às suas casas de escada, porque o elevador ainda será vistoriado.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »