04/09/2019 às 11h02min - Atualizada em 04/09/2019 às 11h02min

Da dispensa ao triunfo, Samir celebra chegada à Seleção Brasileira

Revelado pelo Flamengo e com passagens pela Seleção Brasileira Sub-20, Samir tem sua primeira oportunidade com Tite

CBF
Foto: Lucas Figueiredo

Nascido e criado em São João de Meriti, no Rio de Janeiro, o carioca Samir é um cara reconhecidamente de bom papo. Tanto é que, apesar de um pequeno nervosismo, tirou de letra a sua primeira participação em coletivas de imprensa na Seleção Brasileira. Nesta terça-feira (3), ele foi escalado ao lado de Vinicius Junior, outro estreante na Principal, para conversar com os jornalistas.

Samir faz parte o grupo da Seleção Brasileira que disputará dois amistosos nos Estados Unidos. O primeiro será nesta sexta-feira (6), em Miami, contra a Colômbia, e o segundo contra o Peru, no dia 10 de setembro, em Los Angeles. E ele não vê a hora de entrar em campo.

- Essa oportunidade é muito significativa para mim. Estou trabalhando há bastante tempo por isso. Vou tentar aproveitar cada minuto aqui dentro com muito entrega e intensidade - comentou Samir.

Revelado para o futebol profissional pelo Flamengo, Samir defende hoje as cores da Udinese, equipe tradicional da Itália. Hoje jogador da Seleção Brasileira, o zagueiro passou por alguns percalços na carreira. Seus primeiros passos foram no Fluminense, de onde foi dispensado quando ainda era adolescente. Teve uma rápida passagem pelo Audax-RJ, à época chamado de Sendas, e depois seguiu para o Rubro-Negro.

- Quando fui dispensado, levei uma bronca do meu pai. Disse para minha mãe que só iria estudar dali em diante, mas ela insistiu e correu atrás de um clube para mim. Pensar em tudo que passei para estar aqui hoje é gratificante - lembrou Samir com aquele sentimento de orgulho.

Amante da culinária italiana e fluente na língua local, Samir vive em Udine com sua esposa, com quem já está há 10 anos junto, e seu casal de filhos. Já são três temporadas na Europa e a certeza de que a evolução na carreira tem sido constante.

- Hoje posso dizer que sou um atleta de futebol - finalizou, para depois engatar em uma resenha descontraída e sem câmeras com os jornalistas presentes.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »