22/11/2018 às 11h46min - Atualizada em 22/11/2018 às 11h46min

Seleção vai para último Grand Slam do ano, em Osaka, no Japão

Brasil terá 13 judocas na competição, que começa nesta sexta-feira, 23, e vai até domingo, 25

CBJ
Foto: Divulgação
A seleção brasileira de judô desembarcou no Japão no início da semana para a fase final de preparação rumo ao último Grand Slam do ano. Depois de uma primeira parada em Hamamatsu, a equipe partiu para a cidade de Osaka, onde será a competição. As disputas começarão nesta sexta-feira, 23, e vão até domingo, 25.

Mas, os brasileiros continuarão no Japão até o dia 02 de dezembro em treinamento de campo internacional com os atletas que participaram da competição. Nesta etapa, o Brasil contará com 13 atletas. 

VEJA AS CHAVES DO GRAND SLAM DE OSAKA 2018

A equipe masculina vai em busca das medalhas com os ligeiros Eric Takabatake (60kg) e Phelipe Pelim (60kg); os leves Marcelo Contini (73kg) e Eduardo Barbosa (73kg); o médio Rafael Macedo (90kg); o meio-pesado Rafael Buzacarini (100kg) e pesado Rafael Silva "Baby" (+100kg). 

Nas disputas femininas, o Brasil terá Gabriela Chibana (48kg), Jéssica Pereira (52kg), Rafaela Silva (57kg), Alexia Castilhos (63kg), Maria Portela (70kg) e Beatriz Souza (+78kg). 

Desses, os experientes Rafaela Silva, Maria Portela e Rafael Silva "Baby" são os únicos que já sentiram o gostinho de subir ao pódio no Grand Slam japonês.  Baby tem duas pratas e um bronze, Rafaela tem três bronzes e Portela tem um bronze. 

O Grand Slam do Japão é uma das etapas mais tradicionais do Circuito Mundial de Judô e acontece, anualmente, na cidade de Tóquio que, por conta dos preparativos para os Jogos Olímpicos de 2020, não sediará o evento neste ano. 

A competição na terra natal do Judô é também uma das mais duras do ano e distribuirá até 1000 pontos no ranking internacional da FIJ para a classificação olímpica. 

Mas, a briga por esses pontos promete ser bastante acirrada em todas as categorias, uma vez que os anfitriões podem inscrever até quatro atletas por peso. Com isso, o Japão terá 56 judocas no tatame, a maior delegação do Grand Slam, entre eles 17 campeões mundiais: Naohisa Takato (60kg), Hifume Abe (66kg), Soichi Hashimoto (73kg), Shohei Ono (73kg), Masashi Ebinuma (73kg), Takanori Nagase (81kg), Aaron Wolf (90kg), Ryunosuke Haga (100kg), Funa Tonaki (48kg), Ami Kondo (48kg), Uta Abe (52kg), Ai Shishime (52kg), Tsukasa Yoshida (57kg), Chizuru Arai (70kg), Shori Hamada (78kg), Mami Umeki (78kg) e Sarah Asahina (+78kg). 

Testes para Tóquio 2020

A viagem ao Japão pela segunda vez neste ano faz parte também do planejamento da CBJ na preparação logística e técnica para os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020. Nesse sentido, mais uma vez, a delegação passou por Hamamatsu, cidade escolhida pelo Time Brasil e pela CBJ, para servir de base para a aclimatação da seleção olímpica antes das competições em Tóquio.

A estadia serviu para testar novamente as instalações, como o ginásio, hotel, e para fazer ajustes logísticos, como o translado de atletas, equipamentos e bagagens de Hamamatsu para Tóquio. 

Além disso, a seleção contou com uma equipe de judocas japoneses das academias locais para apoiar os treinamentos preparatórios para a disputa do Grand Slam de Osaka neste final de semana. A ideia é que essa estratégia se mantenha também para o Mundial de Tóquio do ano que vem e para os Jogos Olímpicos, conforme destacou Ney Wilson Pereira, gestor de Alto Rendimento da CBJ. 

"Agradecemos à toda a comunidade de Shizuoka-Hamamatsu que prestigiou o nosso treinamento. Para a gente é muito importante que eles possam trabalhar junto com nossos atletas. Já estivemos em Hamamatsu outras vezes fazendo esse treinamento. Apesar de termos ficado um período mais curto dessa vez, foi o mais proveitoso", avaliou Ney Wilson. "O próximo ano será o mais importante para a gente, pois teremos o Campeonato Mundial em Tóquio. Será um evento-teste para as Olímpíadas. Ficaremos na cidade de Hamamatsu por onze dias treinando e gostaríamos muito de ter o apoio desses atletas que aqui estiveram nesta semana e que essa troca com a seleção brasileira possa contribuir também para o desenvolvimento desses atletas que nos apoiaram", finaliza.

PROGRAMAÇÃO - GRAND SLAM DE OSAKA 2018

Sexta-feira, 23

Eric Takabatake (60kg), Phelipe Pelim (60kg), Gabriela Chibana (48kg) e Jéssica Pereira (52kg)

Sábado, 24

Marcelo Contini (73kg), Eduardo Barbosa (73kg), Rafaela Silva (57kg), Alexia Castilhos (63kg) e Maria Portela (70kg)

Domingo, 25

Rafael Macedo (90kg), Rafael Buzacarini (100kg), Rafael Silva "Baby" (+100kg) e Beatriz Souza (+78kg).

HORÁRIOS*

10h00 pm - Preliminares
5h30 am - Bloco Final


*Brasília

TRANSMISSÃO AO VIVO

live.ijf.org
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »