01/02/2018 às 11h03min - Atualizada em 01/02/2018 às 11h03min

Banda Kaoll, de São Paulo, toca Pink Floyd e autorais em dois shows na região

Grupo se apresenta na sexta (2) na Área de Convivência do Sesc Birigui e no sábado (3) na praça João Pessoa, em Araçatuba

Assessoria de Imprensa
Foto: Reprodução
A banda instrumental paulistana Kaoll busca influências na música universal, psicodélica, progressiva e nas jam bands dos anos 1970, experimentando diferentes formações e colaborações ao longo de sua trajetória de dez anos. Criado em 2008 pelo guitarrista Bruno Moscatiello, o grupo tem em seu currículo, por exemplo, projetos ao lado do guitarrista Lanny Gordin, famoso por seus trabalhos com músicos como Caetano Veloso, Gilberto Gil e Gal Costa, entre outros.

Com dois shows, a banda vem à região nesta semana, para apresentar um repertório de músicas autorais e outro apenas com releituras. A atração faz parte do projeto Instrumental Sesc Birigui, formado por apresentações de formações musicais variadas, com repertórios que permeiem as mais diversas nuances da música instrumental. A entrada é gratuita e não é necessária a retirada de ingressos.

Na sexta, dia 2, às 20h, Moscatiello (guitarra, violão), Yuri Garfunkel (flauta transversal e viola caipira), Gabriel Costa (contrabaixo), Rodrigo Reatto (bateria) sobem ao palco da Área de Convivência do Sesc Birigui para apresentar o show Sob Os Olhos de Eva. O repertório traz composições do novo trabalho autoral do Kaoll, produzido em conjunto com o livro de Renato Shimmi (responsável pelos textos e projeções visuais que permeiam o espetáculo).

A trilha sonora elaborada pela banda descreve a dualidade entre lirismo e opressão nas revoluções históricas, a partir do mito de Eva e a expulsão do paraíso até os tempos atuais. A ideia é explorar ambiências diversas para ilustrar o conjunto de ensaios filosóficos apresentados no livro de Shimmi. O embasamento conceitual de cada música é representado no show por meio da projeção de videomontagens que mesclam as ilustrações e trechos do livro com vídeos pré-produzidos.

E no sábado, dia 3, às 20h30, acontece o show Kaoll Interpreta Pink Floyd. Os músicos apresentarão de forma cronológica versões instrumentais de canções consagradas do grupo britânico Pink Floyd, ressaltando nuances conceituais e a psicodelia do rock progressivo de uma das principais bandas de rock de todos os tempos.

Por meio de arranjos e medleys que fundem elementos do rock progressivo, do jazz e da música brasileira, Kaoll propõe uma experiência audiovisual marcante baseada nos aspectos conceituais do legado progressivo e psicodélico de Roger Waters e companhia.

Kaoll - Em seus primeiros anos, o grupo desenvolveu a parceria "Kaoll & Lanny Gordin", contando com a presença ilustre do guitarrista na divulgação do álbum "Kaoll 04" (2008) e na gravação e divulgação do álbum "Auto-Hipnose" (2010), do qual também participou o virtuoso guitarrista Michel Leme.

O Kaoll é encabeçado desde 2014 pela parceria criativa entre Bruno Moscatiello e o flautista Yuri Garfunkel, responsáveis pela produção de seu terceiro álbum, "Odd", que contou com a colaboração do lendário contrabaixista Billy Cox, das bandas de Jimi Hendrix, além do percussionista João Parahyba (Trio Mocotó), Paulo Garfunkel no clarone e clarinete, Ricardo Vignini (Moda de Rock) nas violas, Gabriel Costa (Violeta de Outono) e Ney Haddad (Mobilis Stabilis) nos contrabaixos e Fábio Ribeiro (Angra) nos teclados.

Em 2017 lançam o álbum conceitual "Sob os Olhos de Eva" baseado no livro de Renato Shimmi com ilustrações de Zé Otávio.


  
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »