20/09/2018 às 09h04min - Atualizada em 20/09/2018 às 09h04min

Polêmica low carb: entenda como é a dieta e quais os seus cuidados

Dieta que reduz a quantidade de carboidratos do prato esteve em evidência devido à um estudo publicado recentemente

Dr. Lucas Penchel e Dr. Stefani Rocha
Assessoria de Imprensa, Naves Coelho
Foto: Divulgação
Divulgado há pouco tempo pela revista científica The Lancet Public Health, um estudo realizado nos Estados Unidos aponta que a dieta low carb pode reduzir a expectativa de vida em até quatro anos. Segundo o estudo, a restrição do consumo de carboidrato é o fator determinante para essa constatação. No entanto, de acordo com especialistas, a dieta low carb, se bem orientada, não corta totalmente o carboidrato da alimentação do indivíduo, o que ocorre é uma redução e substituição de alimentos.

Segundo Stefani Rocha, nutricionista da Clínica Penchel, a dieta low carb é baseada na redução no consumo de carboidrato de cadeia simples. “Esse tipo de carboidrato, encontrado em alimentos como arroz branco, pão, macarrão e açucares, é facilmente absorvido pelo organismo. Após sua ingestão, temos um aumento nos níveis de glicose na corrente sanguínea, e isso não faz bem ao organismo e pode levar, até mesmo, ao desenvolvimento da diabetes tipo 2”, mostra. Ela explica que o corte radical de todo o carboidrato da alimentação não faz bem, pois essa é uma rica fonte energética e auxilia no funcionamento do organismo.

Uma alimentação com restrição absurda de carboidratos pode gerar problemas sérios à saúde. O nutrólogo, Lucas Penchel, explica que para aderir a uma dieta, o certo é fazer isso com a orientação de um profissional qualificado. “A abolição absoluta dos carboidratos do prato pode gerar aumento do colesterol, risco de desenvolver o diabetes, prisão de ventre, dificuldade de digestão, entre outros problemas de saúde. Sendo assim, não adianta começar a fazer uma dieta que a amiga fez, ou que uma atriz fez, ou que viu na internet. A alimentação é de suma importância para o organismo, por isso deve haver a orientação de um profissional que estudou a fundo à área”, aconselha Lucas. 

Para a nutricionista, a dieta low carb pode trazer resultados para quem quer emagrecer, sim. Mas ela requer cuidados. "O carboidrato deve ser reduzido gradativamente e trocado por aqueles com cadeia complexa, como arroz integral, aveia e batata doce. Pois, esses possuem uma estrutura química maior e são absorvidos lentamente, não ocasionando o pico de insulina", aponta Stefani. Além disso, há a liberação constante de energia.

Especialistas tratam a dieta low carb como um protocolo, sendo indicado ser feito em um determinado período, como 20 ou 30 dias, dependendo.  Nesse período, será possível notar resultados, como perda de peso e melhora em alguns quadros da saúde, e reeducar o organismo à substituição de carboidratos simples, por aqueles mais complexos.

Dr. Lucas Penchel – CRM 56.625
Graduado em medicina pela UNIFENAS – BH;
Diretor técnico da Clínica Penchel;
Nutrição – Faculdade Universo;
Mestrando em Biotecnologia da Saúde.

Stefani Rocha – CRN9 – 20350/P
Nutrição - Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais;
Atua na área da nutrição clínica, com foco em emagrecimento, esporte, prevenção e tratamento de doenças.
 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »