23/08/2018 às 11h20min - Atualizada em 23/08/2018 às 11h20min

Patinetes elétricas compartilhadas chegam a São Paulo

CanalTech
Patinetes elétricos da SCOO estacionados em frente ao Digital Building, em São Paulo (Foto: Divulgação)
Depois das bicicletas compartilhadas, agora São Paulo está recebendo outro tipo de transporte alternativo: o compartilhamento de patinetes elétricas. A responsável pela chegada da novidade ao Brasil é a startup de mobilidade SCOO, que começou a operar em período de testes e vai colocar as patinetes à disposição dos moradores da capital paulista para uso gratuito, na região da Avenida Paulista.

Mais de 2.000 pré-cadastros foram efetuados no site da empresa apenas durante o primeiro final de semana de liberação. O período de testes ainda não tem uma data estabelecida para terminar, mas a estimativa é que a duração seja entre 30 e 90 dias.

Os usuários cadastrados poderão usar as patinetes elétricas gratuitamente todos os dias da semana, em um horário pré-estabelecido, e eles serão disponibilizados na Rua Hadock Lobo, 595, em frente ao Digital Building. Durante o período de testes, as patinetes também estarão disponíveis em outras ciclovias da cidade, incluindo na Avenida Faria Lima e Amaral Gurgel, além de estarem presentes em parques, como Ibirapuera e Villa Lobos.

Queremos testar a usabilidade de perfis de usuários diferentes, seja o que alugará para lazer ou o que usará para se deslocar de uma estação de metrô até o local de trabalho", explica Maurício Duarte, sócio-investidor da Seeds Capital e porta voz da SCOO.
 
O bloqueio e o desbloqueio dos veículos será feito via aplicativo, que terá sua versão beta lançada oficialmente em setembro, enquanto a segurança será feita pelo acompanhamento via rastreadores e GPS. Os maiores de 18 anos interessados em participar dos testes podem se cadastrar no site da startup.

Com potência de 250w e velocidade de até 25km, a SCOO explica que as patinetes elétricas estão dentro da Lei que autoriza bicicletas e patinetes elétricos a circularem nas ciclovias da cidade. Quem for pego fora da ciclovia estará sujeito a receber uma multa de R$ 574,62, aplicada pela Prefeitura de São Paulo e pela CET (Companhia de Engenharia e Tráfego) de São Paulo.
 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »