09/08/2018 às 14h55min - Atualizada em 09/08/2018 às 14h55min

Cão salva a vida de ciclista mantendo-o aquecido enquanto aguardava resgate

"Quando chegamos, o cachorro não saiu do seu lado e ficou lá até a ambulância chegar", disseram os paramédicos que fizeram o resgate do ciclista

ANDA - Agência de Notícias de Direitos Animais
Foto: Reprodução
O ciclista Martin Ion estava fazendo uma viagem sozinho pelas montanhas Semenic, no oeste da Romênia. Em determinada altura do passeio, ele caiu e deslocou o quadril. Não conseguia se levantar, e começou a ficar com hipotermia enquanto permanecia deitado no chão frio esperando os paramédicos chegarem para ajudá-lo. Foi então que um cão em situação de rua deitou ao seu lado, mantendo-o aquecido.

De acordo com Ion, o cão acompanhava a sua bicicleta ao longo da estrada coberta por névoa, e o fez por várias horas até que ultrapassou o rapaz. Mas o animal parou assim que Ion caiu e, ao vê-lo no chão, mesmo sem entender exatamente o que fazia, se deitou ao lado dele e manteve seu corpo aquecido por tempo suficiente para que ele fosse resgatado vivo.

Eu passei por um buraco na trilha, não vi e fui jogado para fora da bicicleta, sem conseguir me mover. Foi quando ele também parou de correr e sentou ao meu lado”, ele relembra. Era como se o animal precisasse ajudar e proteger aquela pessoa bondosa que o divertira por algum momento, e que parecia em uma situação vulnerável.



Assim que o resgate chegou, Ion foi levado às pressas para a seção de ortopedia do Hospital de Emergências do Condado de Timisoara para reparar seus ossos quebrados e deslocados. “Quando chegamos, o cachorro não saiu do seu lado e ficou lá até a ambulância chegar”, disseram os paramédicos em entrevista ao The Daily Mail. Tão cuidadoso foi o animal que fez questão de se certificar de que Ion recebia todo o cuidado necessário, e que sairia do local vivo e acompanhado.





O cachorro tão cuidadoso e leal chamou a atenção das pessoas que participaram do resgate, e acompanharam tudo nas redes sociais. Tanto é que, posteriormente, ele foi adotado por Ionut Mihai Popovici, funcionário público do Conselho do Condado de Caras Severin. Agora ele não mora mais na rua. Ganhou uma casa e um nome: Max.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »