04/07/2018 às 09h44min - Atualizada em 04/07/2018 às 09h44min

Estrada rural do bairro São Luiz começa a receber melhorias da Prefeitura de Birigui

Assessoria de Imprensa
Foto: Fábio Moreno
A Prefeitura de Birigui iniciou nesta terça-feira, 3 de julho, a obra para melhorias e adequações da estrada municipal BGI 010 (Estrada José Moimás Neto), no bairro rural São Luiz. A estrada é a mesma que dá acesso ao bairro rural Casa de Tábua.

Segundo o diretor do departamento de Agricultura e Abastecimento da Prefeitura de Birigui, Fábio Moreno, a administração municipal assinou um convênio com o Governo do Estado de São Paulo, por meio do projeto de Desenvolvimento Rural Sustentável - Microbacias II.

O convênio foi assinado pelo prefeito Cristiano Salmeirão em março deste ano, em Penápolis, quando o chefe do Executivo e demais prefeitos da região foram recebidos pelo secretário estadual de Agricultura e Abastecimento, Arnaldo Jardim.

Por meio do convênio a Prefeitura de Birigui receberá R$ 399 mil para melhorias na estrada, que ganhará adequações nas cercas, barrancos, leito da estrada, escoamento da água da chuva com caixas e bigodes, além da base de solo brita na estrada. Cerca de 4 km da estrada receberão melhorias.

“A estrada é bastante utilizada para o escoamento de soja, milho, leite, grãos, gados e insumos agrícolas. O projeto Micro Bacia II está estimulando a agricultura sustentável e a valorização da nossa agricultura”, falou o diretor Fábio Moreno.

O prefeito Cristiano Salmeirão lembrou que o Microbacias II é executado pela Secretaria da Agricultura e Abastecimento, por intermédio da Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (Cati), e da Secretaria do Meio Ambiente, por meio da Coordenadoria de Biodiversidade e Recursos Naturais (CBRN).

O chefe do Executivo pretende visitar a obra nos próximos dias. “É mais uma melhoria que os produtores rurais de Birigui terão. Nossa gestão também está em busca de recursos para melhorar outras estradas rurais do município e de projetos que visam valorizar o setor agrícola”, frisou Salmeirão.

INÍCIO – O convênio do Microbacias II só foi possível graças ao trabalho do Conselho Municipal de Agricultura, que durante a gestão de 2013-2016 lutou para que a Cooperativa de Leite se instalasse em Birigui.

“Antes, a cooperativa atuava em Araçatuba. Fizemos uma união de esforços para trazê-los para Birigui, já que a maior parte dos produtores é de Birigui. Criamos a Cooperativa de Leite do Baixo Tietê e a Prefeitura de Birigui nos ofereceu o espaço da antiga Incubadora, no Distrito Industrial I”, explicou o vereador José Luis Buchalla, que participou do processo quando, na época, era o presidente do Conselho Municipal de Agricultura.

Já na gestão 2017-2020, a Cooperativa de Leite do Baixo Tietê recebeu dois caminhões zero quilômetro por meio do Microbacias II. Um investimento de R$ 316 mil que teve 70% dos bens adquiridos custeados por meio do convênio.

O projeto também prevê mais R$ 1.081.637,45 para a compra de maquinários e equipamentos que serão entregues à cooperativa.
 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »