08/10/2021 às 18h23min - Atualizada em 08/10/2021 às 18h23min

Birigui participa de projeto do Instituto Butantan para mapeamento de variantes da covid-19

Assessoria de Imprensa
Foto: Divulgação
Birigui participa a partir da próxima semana do projeto do Instituto Butantan para o mapeamento e sequenciamento genômico do vírus SARS-CoV-2. O objetivo é acelerar o processo de testagem dos casos suspeitos de covid-19 e identificar as variantes que circulam na cidade.

As amostras serão coletadas no Pronto Socorro Municipal e na UBS 1 (Unidade Básica de Saúde) da Vila Bandeirantes e serão encaminhadas para análise no Lab Móvel, laboratório itinerante do Instituto Butantan que ficará em operação na praça Rui Barbosa, em Araçatuba, até o dia 25 de outubro.

Lá, por sua vez, especialistas vão realizar o diagnóstico e, então, separam as amostras positivas para iniciar o sequenciamento e identificar as variantes. O diagnóstico sai em 24h, contadas a partir do momento que as amostras chegam ao contêiner, enquanto o sequenciamento leva de três a seis dias.

A enfermeira da Vigilância Epidemiológica, Maria Helena Martins Yazawa, disse que além de agilizar os resultados, o mapeamento fornecerá indicadores das variantes na cidade. “A partir disso, teremos dados que nos ajudarão nas decisões de gestão da parte preventiva contra a doença”, afirmou.

PROJETO LAB MÓVEL

O sequenciamento é necessário porque os vírus sofrem mutações, ou seja, alterações em seus códigos genéticos, gerando variantes. Para realizar o mapeamento das variantes é necessário, em primeiro lugar, extrair o RNA da amostra coletada.

Em um segundo momento, essas moléculas passam por um processo de conversão para DNA que, posteriormente, é multiplicado em diversas cópias que são inseridas no sequenciador. Um computador libera os resultados e a análise é realizada por especialistas, conhecidos como bioinformatas.

O veículo, equipado com alta tecnologia, possui três sequenciadores genéticos, extrator de DNA, centrífuga, seladora, geladeira e freezer para armazenamento de amostras, entre outros. O investimento total foi de R$ 3 milhões. Esta será a quarta parada do laboratório itinerante que já testou mais de 7000 amostras.

Além de Birigui, outros 13 municípios da região serão mapeados conforme o Instituto Butantan, sendo eles, Araçatuba, Avanhandava, Andradina, Barbosa, Buritama, Glicério, Guararapes, Ilha Solteira, Mirandópolis, Penápolis, Pereira Barreto, Suzanápolis e Valparaíso.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »