09/04/2018 às 14h13min - Atualizada em 09/04/2018 às 14h13min

Operação Entressafra prende oito por roubo de combustível na região de Piracicaba

A ação foi fruto de uma investigação iniciada em janeiro deste ano, pela Polícia Civil de Mococa, após o roubo de uma usina no município.

SSP
Foto: Polícia Militar

Na madrugada deste domingo (8) mais de 50 policiais civis de Mococa e da região de Piracicaba cumpriram 12 mandados de prisão e 16 de busca e apreensão, decorrente da Operação Entressafra, com o objetivo de prender integrantes de uma quadrilha que praticava roubo de combustíveis. Entre os oito presos estava um empresário, de 37 anos, líder da organização.  A operação foi denominada "Entressafra", em virtude, da época em que os crimes foram praticados, ou seja, na entressafra da cana-de-açúcar matéria prima para a produção do etanol.

As prisões se deram nas cidades de Cosmópolis e Paulínia. Na ação foram apreendidos oito caminhões tanque, além de 12 veículos e dois jetsky usados na prática de lavagem de dinheiro.  Também foi lacrado um posto de combustível na cidade de Cosmópolis, pertencente ao empresário citado.  

As investigações se deram no mesmo dia do fato, em 14 de janeiro deste ano, quando 300 mil litros de etanol hidratado foram roubados de uma usina de Mococa. Os criminosos armados e encapuzados renderam vigilantes, levando o combustível em caminhões tanques da própria quadrilha.     
 

A investigação 

De imediato, começou o trabalho dos policiais civis do Setor de Investigações Gerais (SIG) de Mococa que através da análise de imagens, bem como o depoimento das vítimas e de pessoas próximas as praças de pedágio conseguiram identificar dois destes caminhões tanques usados.

Com o desenrolar das investigações os policiais identificaram 12 integrantes da quadrilha que era comandada por um empresário, de 37 anos, proprietário de um posto de combustível na cidade de Cosmópolis, além de dono de uma frota de veículos, que incluía caminhões tanque. Ele já tinha passagens pela polícia, inclusive por organização criminosa e crimes contra a ordem econômica.  

Segundo informações do delegado titular da Delegacia de Mococa, José Guilherme Torrens de Camargo, que está à frente das investigações, eles praticaram pelo menos outros dois crimes semelhantes na mesma época em usinas dos municípios de Patrocínio Paulista e Ibaté, ambas na região de Ribeirão Preto, totalizando mais de 1 milhão e 200 mil litros de etanol subtraídos. 

O delegado titular da Seccional de Casa Branca, Carlos Alberto de Braga Fiuza, também esteve presente durante a operação.   

A Polícia Civil de Mococa bem como as unidades da região de Piracicaba, que dão apoio aos trabalhos, estão empenhadas para prender os quatro foragidos destas ações. Os oito presos foram encaminhados para a Cadeia Pública de Casa Branca e responderão por roubo qualificado e associação criminosa.   
 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »