18/12/2020 às 16h33min - Atualizada em 18/12/2020 às 16h33min

Escolas se unem para doar gelatinas ao Instituto do Câncer de Três Lagoas

Portal LR1
PARTICIPAÇÃO - Ação mobilizou mais de mil alunos das duas escolas. ( Foto: Reprodução LR1)
Esse ano foi desafiador para todos devido à pandemia, mas se mostrou também um ano em que a solidariedade tocou muitos corações. O Projeto “Ação de Amor”, realizado pelos alunos das escolas municipais “Joaquim Marques de Souza” e “Júlio Fernandes Colino”, é um deles. Aproximadamente, 2.300 gelatinas foram arrecadadas pelos 1.171 alunos que doaram o alimento ao Instituto do Câncer de Três Lagoas (ICTL).

Segundo a especialista em Educação, Elenir Queiroz, o projeto nasceu em 2015 idealizado pela professora coordenadora Juliana de Oliveira e a especialista e agora diretora, Rosangela Santos.

“Em todos estes anos o projeto foi um sucesso e nesse, mesmo com esse contexto de pandemia, não poderíamos deixar essa ação de lado, pois acreditamos que o bem se faz em todos os momentos e ensinamos aos nossos alunos a serem solidários unindo, em 2020, duas escolas para fortalecer ainda mais essa ação que consiste em arrecadar gelatinas, alimento essencial para muitos pacientes com Câncer”, disse Elenir.


GINCANA

O projeto fez parte das Atividades Pedagógicas Complementares à Aprendizagem (APCAs) 13 e 14 cujas arrecadações se transformaram também em uma gincana virtual.  “A criança que conseguir arrecadar mais gelatinas com a família, amigos e vizinhos será premiada”, explicou a especialistas.

Os alunos foram incentivados a fazerem vídeos, enviarem mensagens de voz, fazerem vídeos chamadas, tudo para movimentar o bairro. “Teremos caixa de coleta na escola e todos os pontos serão computados e publicados nos grupos de sala e grupo ‘De Casa para a Escola’, no facebook”, explicou.

Ainda de acordo com Elenir, por meio do projeto “Solidariedade e Amor”, também desenvolvido pela especialista há alguns anos, os alunos aprenderão a escrever cartas e bilhetes para, posteriormente, entregarem para crianças e pacientes em tratamento no Instituto do Câncer.

“Vivemos um momento atípico no Brasil e no mundo, e precisamos mais do que nunca nos unir e transmitir mensagens de amor e solidariedade. Fazendo isso, nossas crianças aprenderão, na prática, que o amor será sempre o melhor combustível independente do tempo e das adversidades”, concluiu a especialista.



 
*matéria cedida pelo Portal LR1
 

 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »