11/12/2020 às 10h36min - Atualizada em 11/12/2020 às 10h36min

Operação Natal Mais Seguro reforça o policiamento no período de festas

Mais de 20 mil policiais e 12 helicópteros são mobilizados diariamente para garantir a segurança da população em todo o Estado durante o mês de dezembro

SSP
A Polícia Militar deflagrou a operação Natal Mais Seguro para reforçar o policiamento em todo o Estado durante todo o mês de dezembro, em especial no período de festas. Desde o último dia 7, as ações de patrulhamento preventivo e ostensivo em áreas próximas a centros de comerciais e de compras, além de shoppings centers e populares foram ampliadas em diferentes regiões da capital, região metropolitana, litoral e interior, em conjunto com a Polícia Civil e as forças de segurança municipais.  

Até o próximo dia 25, o policiamento contará com um reforço de 20.981 PMs, em 7.893 viaturas.  Além das equipes territoriais, unidades especiais, como o Canil (40 cães/dia) e a Cavalaria (250 animais/dia) também serão empregadas nas atividades de patrulhamento. A segurança também será garantida pelo ar. Ao todo, 12 helicópteros Águia do Comando de Aviação da Polícia Militar darão suporte às ações de policiamento em terra em todo o Estado. 

Entre os dias 26 de dezembro e 6 de janeiro, o efetivo da operação será ampliado para reforçar as atividades visando garantir a segurança da pessoas e ampliar a sensação de segurança para a réveillon. Nesse período, serão 23.497 policiais, 8.237 viaturas e 15 helicópteros Águia.

Além de coibir ilícitos e infrações criminais, o aumento no efetivo e nos meios empregados tem como objetivo garantir a fiscalização e a fluidez nas vias e rodovias. Apesar do aumento no efetivo e nas ações de patrulhamento, a Polícia Militar reforça as orientações e recomendações das autoridades de saúde para o combate ao novo Coronavírus.

A Polícia Militar, assim como tem feito desde o início da pandemia, continuará apoiando os órgãos municipais e a vigilância sanitária, responsáveis pelas fiscalizações e demais ações para coibir a aglomeração de pessoas. 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »