23/03/2020 às 09h14min - Atualizada em 23/03/2020 às 09h14min

Coronavírus Sem Fake nº2: Remédio, suspensão de aposentadoria e gargarejo

Equipe técnica da Secretaria da Saúde esclarece informações falsas divulgadas nas redes sociais ou por aplicativos de mensagem

Governo do Estado de São Paulo
Foto: Divulgação
O Governo de São Paulo, por meio das Secretarias de Estado da Saúde e da Comunicação, tem atuado também no combate à desinformação sobre o novo coronavírus. A fim de orientar a população sobre quais ações adotar no dia a dia, Governo tem usado seus canais oficiais de comunicação para divulgar informações corretas e para desmentir notícias falsas a respeito do novo coronavírus e da Covid-19, nome da doença causada por ele.

Abaixo, veja três informações verificadas pela equipe técnica da Secretaria da Saúde.

1. São falsas informações sobre cura de Covid-19 com hidroxicloroquina. Pesquisas estão em andamento 

Ainda não é possível afirmar que hidroxicloroquina e cloroquina sejam eficazes para tratamento da Covid-19. Até o momento, não há remédio nem vacina efetivos para a doença. A automedicação não é recomendada em nenhuma hipótese. Todo e qualquer tratamento deve ser indicado por um médico.

Pesquisadores de São Paulo e de diversos locais do Brasil e do mundo estão dedicados a pesquisas para desenvolvimento de vacinas e medicamentos.

Por meio de nota, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) afirma que não há estudos conclusivos sobre o uso de hidroxicloroquina para o tratamento do Covid-19, que ainda estão andamento. “Ou seja, não há recomendação da Anvisa, no momento, para a sua utilização em pacientes infectados ou mesmo como forma de prevenção à contaminação pelo novo coronavírus”, diz o texto.

2. É falsa informação sobre suspensão de aposentadoria

É mentiroso material que circulou sobre uma Medida Provisória do Governo Federal que iria suspender a aposentadoria de pessoas acima de 60 anos que saírem às ruas durante a pandemia de coronavírus. Não há qualquer tipo de medida nesse sentido.

O número da Medida Provisória citada, nº 922, data de 28 de fevereiro de 2020 (e pode ser acessada por meio deste link) e trata de assunto econômicos, sem qualquer relação com idosos nem tampouco com o novo coronavírus. O Ministério da Economia também se manifestou para negar a existência dessa medida.

Em relação aos idosos a partir de 60 anos, a única recomendação das autoridades de Saúde é para que fiquem em casa, já que eles fazem parte do grupo mais vulnerável ao novo coronavírus.

3. É falsa informação sobre gargarejo com água morna para eliminar coronavírus

Circulou por aplicativos de mensagem um texto atribuindo à Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) uma série de supostas medidas que seriam eficazes no combate ao coronavírus, como Gargarejar com água morna ou salgada ou que expor o vírus a altas temperaturas podem matá-lo. Todas essas informações são falsas e sem qualquer evidência científica.

Por meio de nota, a Fiocruz reforça a importância de compartilhar informações de fontes confiáveis e seguras. No Portal Fiocruz é possível encontrar notícias e orientações sobre a Covid-19 e sobre o vírus: fiocruz.br/coronavirus.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »