14/06/2019 às 15h40min - Atualizada em 15/06/2019 às 23h00min

Zumbido no ouvido: O que é e como tratar?

O zumbido é uma percepção de um som na cabeça e pode parecer como um apito, um assobio, um zumbir, um chiar, um rugir ou até mesmo um gritar.

Vida Plena e Bem Estar
Foto: Divulgação
Pode parecer que vem apenas de um ouvido ou de ambos, de dentro da cabeça ou à distância, constante ou intermitente, estável ou pulsante.

No Brasil, mais de 28 milhões de pessoas – de todas as idades – sofrem do problema. O índice é um alerta para aqueles que sofrem de perda auditiva e, por isso, o diagnóstico com um profissional habilitado é fundamental para o tratamento correto.

Segundo a Fonoaudióloga Luiza Diamantino, da Telex Soluções Auditivas, a maioria das pessoas que procura ajuda médica apresenta um estado constante de zumbido e, em muitos casos, algum grau de perda auditiva.

“Os principais causadores da perda auditiva são: ruído alto, medicamentos que danificam os nervos auriculares, cera afetada, infecções, tumores vasculares, envelhecimento, entre outros”, alerta.

Ainda segundo Luiza, grande parte dos zumbidos é “sensorineural”, o que significa que é devido à perda auditiva no nível da cóclea ou do nervo coclear. “Vale ressaltar, ainda, que o problema pode se originar em outros lugares. O zumbido pode ter origem de alguma alteração hormonal, pressão alta, alterações nos níveis de glicose e até de origem muscular.” conta.

A fono também lembra que, após o diagnóstico, além de tratar problemas associados – como depressão ou insônia –, existem várias estratégias que podem ajudar a tornar o transtorno menos incômodo.

“É fundamental ficar ciente que nenhuma abordagem específica funciona para todos. É possível que um mesmo paciente possa precisar experimentar várias combinações de técnicas antes de encontrar uma que funcione efetivamente”, finaliza.
 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »