27/05/2019 às 17h10min - Atualizada em 27/05/2019 às 17h10min

Eike Batista é novamente condenado por manipulação de informações

Eike Batista é novamente condenado por manipular informações que interferiam no mercado financeiro e beneficiavam o empresário

MBL NEWS
Nesta segunda-feira (27/05), o empresário Eike Batista foi condenado a pagar duas multas milionárias por interferir no mercado financeiro a fim de obter benefício próprio.

Segundo a CVM (Comissão de Valores Mobiliários) – órgão que concedeu a condenação – Eike manipulava preços quando era acionista controlador e presidente do conselho de administração da OGX – Petróleo e Gás Participações S.A. Além disso, ele também utilizou informações privilegiadas para lucrar no mercado de ações.

O colegiado da CVM condenou Eike – em unanimidade – a pagar duas multas: uma de 440,8 milhões de reais e outra de R$ 95,7 milhões reais. Ademais, o empresário será inabilitado, pelo prazo de sete anos, de ser administrador ou conselheiro de companhia com capital aberto.

O caso:

De acordo com a ação movida pela Superintendência de Relações com Empresas (SEP), o empresário vendeu, em 2013, R$ 197,2 milhões em ações da OGX, baseando-se em informações privilegiadas.

As ações eram referentes a uma exploração do grupo na Bacia de Campos. O SEP afirmou que Eike já teria acesso a um estudo que demonstrava ser inviável a exploração naquele local, por isso, Eike sabia, de antemão, que as ações seriam desvalorizadas ao longo do tempo.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »