19/12/2018 às 15h48min - Atualizada em 19/12/2018 às 15h48min

Vendas nos supermercados voltam a crescer e têm forte alta em outubro

Resultado de 2,59% de crescimento em outubro surpreendeu o setor, que vinha enfrentando números baixos desde junho

Fábio Barbosa
Assessoria de Imprensa
Foto: Divulgação
 
O faturamento real dos supermercados no estado de São Paulo (deflacionado pelo IPS/FIPE e calculado pela Associação Paulista de Supermercados), no conceito de mesmas lojas – que considera as unidades em operação no tempo mínimo de 12 meses – apresentou aumento de 2,59% em outubro, comparado ao mesmo mês de 2017. Este resultado fez o acumulado do ano chegar a 2,38% de crescimento em relação ao ano passado.
 
“Em outubro foi definido o cenário eleitoral, o que elevou os índices de confiança dos consumidores e supermercadistas. Além disso, teve início o ciclo de contratações temporárias em diversos setores e um princípio de queda do desemprego. Todos esses fatores somados fizeram com que as vendas respondessem após resultados desfavoráveis desde junho”, explicou o economista da APAS, Thiago Berka.

O cenário para novembro e dezembro é de melhoria nas vendas, que serão alavancadas pelas compras de Natal; porém, como a base de comparação com o mesmo período de 2017 é bastante elevada, pode dificultar qualquer resultado mais surpreendente até o final de 2018.
 
“Por conta desta base alta de comparação para o fim do ano, o valor de 2,8% nas vendas para o ano de 2018, mínimo previsto pela APAS, deverá ser mais difícil de ser atingido”, comentou Berka. Em 2017, as vendas encerraram o ano com alta de 2,08%.
 
Desempenho por Região
 
Por três meses consecutivos a região de Campinas está com evolução nas vendas e pela primeira vez em dois anos tem um desempenho melhor que o resto do Interior de SP. “A força econômica da região coloca qualquer melhoria no cenário macro do país com efeitos exponenciais no Estado”, explicou o economista da APAS.


 
Informações Adicionais – Outros Deflatores e Faturamento Nominal



Nota Metodológica: O Índice de Vendas dos Supermercados tem como objetivo acompanhar e analisar o desempenho das vendas do setor supermercadista no estado de São Paulo através da evolução do faturamento dos Hipermercados e dos Supermercados. A pesquisa é composta por hipermercados e supermercados do estado de São Paulo. Os indicadores são divulgados tanto em caráter de mesmas lojas (que consideram apenas lojas abertas há pelo menos um ano) e de todas lojas (que consideram todas as lojas criadas no período pesquisado). As análises dos resultados auxiliam os empresários do setor na tomada de decisão com relação a reabastecimento, investimentos, compras, estoque. E de maneira geral auxilia o mercado na análise de tendências, plano de negócios, potencialidades e inserção no mercado.

Sobre a APAS – A Associação Paulista de Supermercados representa o setor supermercadista no Estado de São Paulo e busca integrar toda a cadeia de abastecimento. A entidade tem 1.508 associados, que somam 3.363 lojas.
 
Sobre a APAS Regional Bauru: Em 2017, a região de Bauru foi responsável por 2,3% do faturamento do setor supermercadista no estado, o que equivale a aproximadamente R$ 2,6 bilhões. Aqui, o setor emprega, aproximadamente, 12 mil colaboradores. Só na cidade de Bauru o setor de supermercados faturou no ano passado R$ 0,9 bilhão, o que equivale a 34% da região e 0,8% do faturamento de todo o estado de São Paulo.
 
Sobre a APAS Regional Araçatuba: Em 2017, a região de Araçatuba foi responsável por 1,3% do faturamento do setor supermercadista no estado, o que equivale a aproximadamente R$ 1,5 bilhão. Aqui, o setor emprega, aproximadamente, 7 mil colaboradores. Só na cidade de Araçatuba o setor de supermercados faturou no ano passado R$ 453 milhões, o que equivale a cerca de 31% da região e 0,4% do faturamento de todo o estado de São Paulo.
 
Sobre a APAS Regional Presidente Prudente: Em 2017, a região de Presidente Prudente foi responsável por 1,4% do faturamento do setor supermercadista no estado, o que equivale a aproximadamente R$ 1,58 bilhões. Aqui, o setor emprega, aproximadamente, 7,4 mil colaboradores. Só na cidade de presidente prudente o setor de supermercados faturou no ano passado R$ 680 milhões, o que equivale a 43% da região e 0,60% do faturamento de todo o estado de São Paulo.
 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »