12/12/2018 às 10h53min - Atualizada em 12/12/2018 às 10h53min

Justiça Federal de Itapeva inaugura Galeria Menina Camponesa

JFSP
Foto: Divulgação

No dia 14/12, às 14 horas, será inaugurada a Galeria Menina Camponesa, no Fórum Federal de Itapeva/SP. O evento será aberto ao público e contará com a participação de integrantes de comunidades quilombolas, reservas indígenas e agrovilas dos municípios integrantes da 39ª Subseção Judiciária, além de autoridades da região.

A ideia da instalação de uma galeria fotográfica em homenagem à menina camponesa surgiu a partir das características particulares dos municípios pertencentes à 39ª Subseção Judiciária da JFSP, que está localizada no sudoeste paulista e é composta por vinte e três municípios*.

Itapeva é o segundo maior município do estado de São Paulo, em extensão territorial, e possui diversos bairros rurais, alguns com distância de até 50 km do centro da cidade, como Amarela Velha e Cercadinho. Além dos bairros rurais, a cidade tem quatro agrovilas e o Quilombo do Jaó.

Além disso, existem mais três quilombos na jurisdição da Subseção Judiciária, nos municípios de Apiaí, ltaoca e Ribeirão Grande, bem como três aldeias indígenas em Itaporanga e Barão de Antonina. Foi diante dessa riqueza cultural que os servidores da Justiça Federal de Itapeva, juntamente com o juiz federal Edevaldo de Medeiros, resolveram fazer uma visita às escolas municipais rurais, Therezinha de Moura e Franco Montouro, que funcionam em agrovilas.

Durante a visitação, perceberam que havia uma distância física e social a ser superada, de modo que as escolas foram convidadas a visitar a Justiça Federal. Assim, no dia 13/09, foi realizada a primeira visita ao Fórum Federal de Itapeva pelas crianças camponesas das agrovilas, onde foi apresentado um júri simulado sobre um caso de bullying, com a participação de alunos e orientação dos professores do curso de Direito da Faculdade Anhanguera de Itapeva.

Na ocasião, para que a ideia se tornasse um projeto duradouro, decidiram fazer uma homenagem permanente à mulher camponesa, com a criação de uma galeria. Foi assinada a Portaria n° 15, de 10/9/2018, criando a galeria. Servidores da Justiça Federal de Itapeva continuaram fazendo visitas e colhendo as fotografias das meninas para compor o acervo. (MSA/NUAR)
 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »