30/11/2018 às 15h17min - Atualizada em 30/11/2018 às 15h17min

Sem explicações, ações do Twitter caíram cerca de 7% nesta quinta-feira (29)

Canal Tech
Foto: Imagem Ilustrativa
No início desta quinta-feira (29), as ações do Twitter chegaram a cair mais de 7%, chegando no ponto mais baixo já atingido desde 24 de outubro. Entretanto, a queda tem uma característica incomum: não há nenhum motivo que justifique as baixas.

Há quem acredite que a queda das ações está ligada a boicotes feitos por organizações politicamente aliadas ao conservadorismo. Na terça-feira (27), um relatório do site Federalist acusou a rede social de censurar arbitrariamente os conteúdos publicados. As agências de notícias Fox News e Fox Business também anunciaram um boicote ao microblog e não postam nada nos perfis oficiais da emissora desde o dia 8 de novembro.

Entretanto, o analista Victor Anthony, da Aegis Capital, acredita que o boicote ou as acusações de perseguição a conservadores nada têm a ver com as baixas nas ações. Ele chama a atenção para o fato que esse assunto está sendo debatido há algum meses e não faria sentido impactar as ações apenas nesta quinta-feira.

Kenny Polcari, diretor da O'Neil Securities, também acredita que os boicotes não influenciram as baixas. "É completamente técnico", disse ele. "Nos últimos dois dias, o Twitter caiu US$ 32,20 quando atingiu uma linha de resistência de tendência decrescente", explicou.

As ações do Twitter têm registrado baixas desde julho, quando a empresa anunciou seus resultados financeiros para o segundo trimestre de 2018, alertando para declínios no número de novos usuários.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »