16/10/2018 às 12h11min - Atualizada em 16/10/2018 às 12h11min

Seleção brasileira disputa a partir desta quarta o Campeonato Mundial Júnior, em Nassau

Competição vai até domingo, 21, na capital das Bahamas

CBJ
Foto: Anderson Alves
A seleção brasileira sub-21 de judô embarca nesta segunda-feira, 15, para Nassau, capital das Bahamas, onde disputará o Campeonato Mundial Júnior. Serão quatro dias de competições individuais, de quarta-feira, 17, até sábado, 20. E, no domingo, os judocas retornam aos tatames para a competição por equipes mistas. 

Essa é a competição mais importante do ano para a classe júnior e o Brasil vai com seus principais judocas Sub-21. Serão 10 meninas e 10 meninos da nova geração do judô brasileiro buscando um lugar no pódio. 

Apesar da pouca idade, uma das mais experientes da equipe é a peso-pesado Beatriz Souza (EC Pinheiros/FPJudô), que foi bronze no Mundial Sub-21 do ano passado e disputou neste ano o Mundial Sênior já em processo de transição para a equipe principal. 

"Com certeza, o que eu ganhei de experiência no Mundial Adulto vai servir para a disputa do Mundial Júnior. Chego preparada e vou para cima, para ganhar minha medalha de Mundial", projeta Bia, que subiu ao pódio nesse domingo, 14, conquistando o bronze no Grand Prix de Cancún, etapa do Circuito Mundial Sênior. 

A rodagem internacional aliada aos treinamentos de campo nacionais e internacionais integrados com a seleção adulta foram parte fundamental na preparação desses atletas rumo ao Mundial Su-21. Em 2018, a equipe júnior do Brasil disputou cinco etapas internacionais (Bremem/GER, Bad Blankenburg/GER, Leibnitz/AUT, Carlos Paz/ARG e Berlim/GER) e conquistou 40 medalhas, sendo 16 de ouro, oito pratas e 16 bronzes.

Com isso, o Brasil chega ao Mundial com sete atletas entre os 10 melhores do mundo em suas respectivas categorias: Ellen Santana (70kg), número um do mundo; Ketelyn Nascimento (57kg), número 3; Larissa Pimenta (52kg), número 8; Laura Ferreira (48kg), número 9; Luiza Cruz (+78kg), número 8; Renan Torres (60kg), número 7; e Michael Marcelino (66kg), número 10 do mundo. Veja o ranking Júnior completo. 

Além disso, alguns atletas destacaram-se também a nível nacional, como o meio-médio Guilherme Schimidt (Academia Espaço Marques Guiness/Femeju) que, na última quarta-feira, foi campeão brasileiro sênior, liderou o ranking nacional e, aos 17 anos, conquistou uma vaga na seleção principal para 2019. 

"O Campeonato Brasileiro serviu de experiência e preparação para o Mundial Júnior, pois eu lutei com grandes atletas", considera Schimidt.

VEJA ABAIXO OS CONVOCADOS E A PROGRAMAÇÃO DO MUNDIAL SUB-21 - NASSAU 2018

Terça-feira, 16: Sorteio das chaves

Quarta-feira, 17: 44kg, 48kg, 55kg e 60kg

Quinta-feira, 18: 52kg, 57kg, 66kg e 73kg

Sexta-feira, 19: 63kg, 70kg, 81kg e 90kg

Sábado, 20: 78kg, +78kg, 100kg e +100kg

Domingo, 21: Equipes Mistas


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »