26/01/2018 às 15h36min - Atualizada em 26/01/2018 às 15h36min

PORQUE O GUERREIRO ABANDONOU A ESPADA ?

Marcos Martins
Havia um velho guerreiro, líder de legiões, senhor de muitos soldados, que abandonou sua espada, abandonou as guerras, batalhas, títulos, riquezas, honras, para ter uma vida simples, comum, sem grandes emoções ou atrativos, apenas uma vida como a de muitos camponeses.
 
Um escriba vendo ali uma situação fora do comum, decidiu investigar o que levou o guerreiro a abandonar tudo o que conquistou e se exilar. Decidiu então ir até a casa simples do grande líder militar e solicitou uma audiência. Chegando lá disse ao guerreiro, gostaria de lhe fazer perguntas sobre sua história e registrar para a posteridade.
 
Então o guerreiro afirmou nada ter de importante ou bom para ser registrado. Após insistência do escriba, para atender o desejo, marcou um encontro para os próximos dias para que o escriba pudesse questionar e registrar o que for importante.
 
Chegou o tal dia e o escriba foi até a casa do guerreiro. Sendo bem recebido e acomodado, percebeu que naquela casa simples, com poucos móveis e objetos, havia na parede duas espadas magníficas adornadas com joias, e com certeza de que apenas uma delas valia mais do que aquela velha casa. Após um tempo em silêncio iniciaram-se as perguntas.
 
ESCRIBA: É verdade que nunca perdeu uma batalha, que nunca foi vencido e que conquistou todos os povos por onde passou com suas legiões?
 
GUERREIRO: Sim, é verdade nunca fui clemente por onde passei, nunca aceitei oposição de qualquer povo contra meu desejo e jamais fui vencido.
 
ESCRIBA: Teve em suas batalhas algum inimigo que foi mais difícil vencer? Algum que tenha resistido bravamente às suas legiões? - Ao concluir a pergunta percebeu que os olhos e expressões do guerreiro demonstravam dor e lágrimas. Apenas aguardando a resposta, não entendendo aquele homem que tinha tudo que qualquer um poderia desejar, como glórias, riquezas, vitórias, além de ser exaltado em cantos e histórias.
 
GUERREIRO: Sim, conheci um inimigo implacável, um inimigo que nunca consegui vencer. Então decidi me aliar ao mesmo. Este grande inimigo é o TEMPO, nunca o consegui controlar.
 
ESCRIBA: Porque abandonou tudo? Seu posto, soldados, direitos, sua fortuna, glórias, honrarias, suas terras e castelos para viver aqui, neste local sem nada a vossa altura, sem nada que mereça a vossa presença. O que houve contigo?
 
GUERREIRO: Deixei tudo para trás, pois nada a mim pertencia, meu jovem escriba. Minhas vitórias em batalhas, não há mérito em matar pessoas ou escravizá-las; meus soldados, os deixei porque não estava apto a ensinar-lhes o que faz um grande guerreiro. Minhas glórias e honrarias foram concedidas por pessoas que jamais saíram de seus castelos, e quanto as riquezas não sabem o que estão aplaudindo, pois não sabem o que a guerra causa. Minha fortuna, as propriedades e castelos, nunca foram meus, tomei dos verdadeiros donos que as conseguiram com o suor de vossos trabalhos.
 
Esta é a verdade jovem escriba, nada de importante a registrar para a posteridade. Porém caso queira ouvir o que tenho a dizer dentro de minha vida simples, quem sabe isso deva ser registrado. Após passar por tudo isso que todos sabem, cheguei à conclusão sobre minha existência e foi isso que me levou a seguir o caminho que estou.
 
Aprendi que todas as minhas batalhas e vitórias, nada mais foi que uma preparação para a guerra verdadeira onde eu teria que provar o Grande Guerreiro que dizem que sou. E neste momento estou vivendo esta guerra. Esta sim é uma guerra, a mais difícil e que não sei qual será o resultado, onde o meu aliado é o TEMPO, somente ele vai poder dizer e me ajudar.
 
Destruir seu inimigo é fácil, combater a si mesmo, seus instintos e prazer em fazer maldade é o que me fez enxergar o verdadeiro inimigo. EU, pois não posso me DESTRUIR, tenho que me MODIFICAR.
 
Destruir cidades e nações é fácil. Construir seu lar, sua comunidade, sua cidade e sua nação, isso sim é tarefa aos fortes, aos verdadeiros guerreiros.
 
Esta é a maior batalha da minha vida, escriba. Modificar a mim mesmo, amar minha família, educar meus filhos ao caminho do bem, incentivar e despertar nas pessoas a paz, que é mais forte que a guerra.
 
Caso queira registrar para a posteridade, acredito que isso vale a pena meu jovem.
 
EXALTE e HONRE O HOMEM SIMPLES, pois é simples aos OLHOS dos IGNORANTES, mas estes homens e mulheres que são milhares, são os verdadeiros guerreiros, eles devem ser exaltados e lembrados, mesmo diante das piores condições, continuam sempre melhorando seus lares e a si mesmo.


 Marcos Martins é Escritor:  Livro - Épico medieval - Lennan a Saga de uma existência - Volume I Entre o bem e o mal.      

Para adquirir o livro AQUI  
 
 Direitos autorais reservados (®) 


 
Link
Relacionadas »
Comentários »