25/09/2018 às 16h21min - Atualizada em 25/09/2018 às 16h21min

De alimentos à papel higiênico recheados com maconha: presos inovam toda semana

Neste fim de semana, apreensões em presídios também esconderam ilícitos em doce, carne cozida e arroz temperado

Assessoria de Imprensa
Foto: Divulgação
Da última sexta-feira ao domingo (21, 22 e 23 de setembro), estabelecimentos prisionais subordinados a Coordenadoria de Unidades Prisionais da Região Oeste do Estado (Croeste) registraram tentativas frustradas de inserção de objetos ilícitos nos presídios e que foram barrados durante os procedimentos de revista.
 
Rolos de papéis higiênicos escondendo maconha entre as folhas chegaram por Sedex à Penitenciária de Tupi Paulista, enquanto lanches recheados com a droga foram levados por visitantes à PI de Lavínia e, em doces, ao CDP de Riolândia. Também foram interceptadas carnes com maconha e chips nas Penitenciárias de Pacaembu e Valparaíso e arroz temperado com celulares e fios de estanho em Lavínia.
 
Vale lembrar que os visitantes flagrados com objetos proibidos são excluídos do rol de visitas e levados à Delegacia de Polícia Civil mais próxima, sem prejuízo de responderem na esfera criminal. Também é instaurado Procedimento Disciplinar para apurar a cumplicidade dos presos que receberiam os materiais podendo, ainda, ser instaurados Procedimentos de Apuração Preliminar para apurar supostas responsabilidades funcionais.
 
SEXTA-FEIRA (21/09)
PENITENCIÁRIA DE TUPI PAULISTA


Por volta das 10h, uma encomenda via Sedex foi examinada no setor de inclusão, durante procedimento de segurança de praxe. Encaminhada em nome da irmã do sentenciado R.C.B.M, continha em seu interior 04 (quatro) rolos de papel higiênico aparentemente inofensivos. Ocorre que, entre as folhas, agentes descobriram que havia invólucros com ervas, sendo confirmado pelo sentenciado que se tratava de maconha. Todas as providências cabíveis e necessárias foram adotadas, elaborado comunicado de evento e Processo Apuratório Disciplinar para elucidação dos fatos, bem como, apreensão e encaminhamento do produto à Delegacia de Polícia local.
 
SÁBADO (22/09)
CDP "ASP VALDECIR FABIANO" DE RIOLÂNDIA


Ao submeter a raios X os alimentos ("jumbo") trazidos pela visitante N. C. S. D. para o companheiro, sentenciado da unidade, Agentes de Segurança Penitenciária lograram êxito em encontrar escondido no doce do tipo "pé de moça" porções de erva esverdeada aparentando ser maconha. A visitante e a apreensão foram encaminhadas ao Plantão Policial de Votuporanga para as providências pertinentes e a mulher suspensa do rol de visitas.
 
PENITENCIÁRIA "OZIAS LÚCIO DOS SANTOS" DE PACAEMBU

Uma visitante, companheira de sentenciado, ao passar pelos procedimentos de raios X e vistoria de alimentos (jumbo) foi surpreendida tentando adentrar a unidade com uma vasilha plástica, contendo em seu interior 20 (vinte) invólucros de erva esverdeada, supostamente maconha, e 09 (nove) chips de telefonia celular. Os ilícitos estavam escondidos dentro da vasilha, no interior de vários pedaços de carne. A Polícia Militar foi acionada e a visitante conduzida após o flagrante para a Delegacia de Polícia local, para as providências de praxe, além se ser suspensa do rol de visitas. Foi instaurado Procedimento Disciplinar a fim de apurar eventual cumplicidade por parte do sentenciado que seria visitado, o qual se encontra isolado preventivamente em Pavilhão Disciplinar.
 
DOMINGO (23/09)
PENITENCIÁRIA "TACYAN MENEZES DE LUCENA" DE MARTINÓPOLIS


Neste final de semana, cinco mulheres foram flagradas tentando entrar na unidade com invólucros inseridos no órgão genital, contendo ilícitos para entregar aos sentenciados que seriam visitados: 01 (um) invólucro de maconha, 01 (um) invólucro de cocaína, 01 (um) celular e 04 (quatro) placas de micro celular (duas em cada corpo). Os materiais e as visitantes foram encaminhados para a delegacia local e elas suspensas do rol de visitas. Também foram instaurados Procedimentos de Infração Disciplinar em desfavor dos sentenciados para apuração das responsabilidades no evento.
 
PENITENCIÁRIA DE JUNQUEIRÓPOLIS

Agentes tiveram trabalho esse final de semana na unidade prisional: quatro visitantes de sentenciados tentaram burlar a segurança e levar ilícitos aos respectivos companheiros. Porém, durante os procedimentos de revista com o uso do scanner corporal, os servidores avistaram nas imagens geradas pelo aparelho que todas elas traziam objetos inseridos no órgão genital na seguinte sequência: 01 (um) invólucro com suposta maconha e 01 (um) extrato bancário, 02 (dois) invólucros com suposta maconha e cocaína, 01 (um) microcelular e 01 (um) invólucro com maconha. Este último, confirmado ainda em exame de raios X na Santa Casa, uma vez que a mulher negava o fato aos agentes. Diante do ocorrido, todas foram encaminhadas ao plantão policial para as providências de praxe e suspensas do rol de visitas nos moldes da resolução SAP 196/15, enquanto os sentenciados removidos para o Pavilhão Disciplinar onde aguardarão à apuração dos fatos.
 
PENITENCIÁRIA "SILVIO YOSHIHIKO HINOHARA" DE PRESIDENTE BERNARDES

Duas mulheres foram flagradas durante os procedimentos de revista tentando entrar na unidade prisional, cada qual com 01 (um) celular introduzido na genitália. As visitantes foram conduzidas à delegacia de polícia local, onde foram lavrados Boletins de Ocorrência e suspensas do rol de visitas. Também foram instaurados Procedimentos Disciplinares para apurar a cumplicidade dos sentenciados que receberiam os celulares.
 
PENITENCIÁRIA III ASP PAULO GUIMARÃES DE LAVÍNIA

No sábado, ao passar uma mulher pela revista mecânica através do aparelho de scanner corporal, o mesmo gerou imagens de objetos estranhos e a mulher confessou que trazia 01 (um) aparelho celular envolto a fita de alta fusão, papel carbono e grafite em pó inserido na genitália. No dia seguinte, outra visita foi impedida de entrar na unidade ao trazer uma vasilha com arroz temperado, pois escondia entre o alimento 02 (dois) aparelhos de telefonia celular e 01 (um) pedaço de fio de estanho para solda, o que foi descoberto na passagem por raios X. Ambas foram encaminhadas à delegacia de polícia de Lavínia para os procedimentos de praxe e os sentenciados, por sua vez, isolados preventivamente em cela disciplinar.
 
PENITENCIÁRIA II "LUIS APARECIDO FERNANDES" DE LAVÍNIA

Como procedimento de segurança, de praxe, uma visita submeteu à revista por imagem os alimentos e materiais que trazia para serem entregues ao seu companheiro, o qual cumpre pena no local. Neste momento, o aparelho passou a sinalizar a presença de material suspeito na bolsa de uma criança trazida por ela, onde ficou constatada 01 (uma) placa de celular.

O sentenciado foi isolado preventivamente para melhor apuração dos fatos. Já a mulher foi suspensa do rol de visitas e encaminhada, juntamente com os materiais apreendidos, perante a Autoridade Policial para as providências da Polícia Judiciária.
 
PENITENCIÁRIA I "VEREADOR FREDERICO GEOMETTI" DE LAVÍNIA

A mãe de um sentenciado trouxe lanches para o filho que cumpre pena na unidade. Acontece que, disfarçadas entre a alface, havia porções de ervas esverdeadas, aparentando maconha. Ao ser indagada, a mulher disse que não sabia do ilícito, pois quem havia preparado o alimento foi outra mulher, que também estava visitando outro sentenciado no mesmo instante. A visitante foi levada à delegacia de polícia de Lavínia e o sentenciado encaminhado ao Pavilhão Disciplinar para apuração dos fatos.
 
PENITENCIÁRIA DE VALPARAÍSO

Misturados a alimentos trazidos para o companheiro, que cumpre pena na unidade prisional, uma visita tentou ocultar 06 (seis) invólucros com substância esverdeada aparentando maconha e 04 (quatro) comprimidos brancos. A mulher foi suspensa do rol de visitas e encaminhada à delegacia de polícia para providências.
 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »