20/07/2018 às 14h45min - Atualizada em 20/07/2018 às 14h45min

Justiça do Rio usa WhatsApp em audiência de partilha de bens

CanalTech
Foto: Divulgação
O WhatsApp foi utilizado pela primeira vez em uma audiência de partilha de bens pela Justiça do Rio de Janeiro. O processo de separação envolve uma mulher, que mora no Brasil, e seu ex-marido, radicado em Angola, e marcou a estreia da plataforma digital em uma demanda judicial dessa categoria como forma de agilizar o processo e conectar as partes envolvidas de maneira mais rápida.

A audiência aconteceu na terça-feira, dia 17 de julho. Caso o WhatsApp não tivesse sido utilizado, a ação demoraria ainda mais para caminhar devido às condições financeiras de ambas as partes. Neste caso, seria preciso aguardar o retorno de uma carta precatória e a aquisição de passagens, um processo que levaria muito mais tempo e incorreria em adiamentos sucessivos da conversa.

Com o mensageiro, entretanto, a mulher, o homem, seus advogados e o juiz responsável pelo caso puderam conversar em tempo real, através de um telão. A utilização de ferramentas como o WhatsApp, inclusive, é permitida por lei quando há impedimento de viagem ou questões de saúde que impeçam o deslocamento dos envolvidos no processo. O Cejusc (Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania) ainda cita a economia de papel e a redução da burocracia na utilização de serviços digitais.
 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »