AtaNews Publicidade 728x90
06/06/2024 às 10h12min - Atualizada em 06/06/2024 às 10h12min

Receita Federal, Polícia Civil do DF e PRF deflagraram a “Operação Spuria”

Estima-se que foram retidos cerca de R$ 3 milhões em mercadorias pirateadas.

PRF/RF
Governo Federal
A Receita Federal do Brasil, a Polícia Civil do Distrito Federal e a Polícia Rodoviária Federal deflagraram hoje (05/06) a “Operação Spuria”, termo em latim usado antigamente para descrever algo falsificado.

O objetivo dessa operação é combater a comercialização de mercadorias piratas, as quais prejudicam a saúde humana e enganam o consumidor ao fazê-lo acreditar que está adquirindo um produto legítimo. Além disso, a operação visa desestruturar organizações criminosas que utilizam esse tipo de comércio para a lavagem de capitais.

A operação teve início a partir de denúncias de escritórios de advocacia que representam marcas de produtos eletrônicos. Esses escritórios alegaram que algumas empresas estavam vendendo mercadorias piratas dessas marcas, o que representava um perigo para a população devido à baixa qualidade e aos possíveis danos à saúde.

Participaram da operação 30 servidores da Receita Federal do Brasil, incluindo auditores e analistas, 13 policiais civis do DF e 20 policiais rodoviários, onde foram fiscalizados 10 estabelecimentos comerciais, em Brasília/DF e Palmas/TO e cumpridos 03 Mandados de Busca e Apreensão em algumas lojas.

Como resultado da operação, estima-se que foram retidos cerca de R$ 3 milhões em mercadorias pirateadas. Essa ação fortalece as empresas que operam dentro da legalidade, evitando a concorrência desleal e contribuindo para a redução do desemprego. Além disso, a população ganha com a retirada do mercado de produtos de baixa qualidade que podem ser prejudiciais à saúde e segurança dos consumidores.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »