23/05/2022 às 18h15min - Atualizada em 23/05/2022 às 18h15min

Prefeitura de Birigui retoma atendimentos de pacientes do Berçário Especial na Apae

Assessoria de Imprensa
Foto: Divulgação
A Prefeitura de Birigui retomou nesta segunda-feira (23/05) os atendimentos que eram prestados pelo Centro de Atendimento Especial, conhecido popularmente como ‘Berçário Especial’, para moradores da cidade portadores de paralisia cerebral severa. O serviço agora passou a ser prestado de forma integral pela APAE (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais).

O termo de colaboração entre o município e a Apae foi assinado nas dependências da entidade com a presença do prefeito Leandro Maffeis, da secretária de Saúde, Cássia Rita Santana Celestino, do vice-presidente da Apae, Oldemir Carmona, e da diretora da entidade, Rosane Fagá Lima.

O serviço agora passa a ser chamado de Unidade de Cuidado Diário e vai atender os portadores de necessidades especiais de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 17h. No espaço, os dez pacientes, com idades entre 5 e 42 anos, terão atenção integral de cuidadoras e o acompanhamento multidisciplinar com fisioterapeuta, terapeuta ocupacional, psicóloga, fonoaudióloga e nutricionista.

“Com a parceria com a Apae Birigui estamos garantindo a volta do serviço, tão aguardado pelas famílias, e as terapias que são fundamentais para a manutenção da saúde e qualidade de vida dessas pessoas”, destacou o prefeito Maffeis.

As atividades no “Berçário Especial”, que funcionava num imóvel na rua Belmonte, no Centro, foram paralisadas no início da pandemia da covid-19, em março de 2020. No novo espaço a condição para fazer uso do serviço continua sendo a mesma. Ou seja, o grau da deficiência e a situação socioeconômica das famílias.


“O antigo espaço não atendia mais as especificações do serviço e havia uma insuficiência no atendimento. A partir de agora, instalado em um local onde há todo o aparato necessário e o apoio profissional adequado, estamos devolvendo para os pacientes um atendimento de excelência que eles precisam e merecem”, completou a secretária de Saúde.

COMPLETO

De acordo com a coordenadora de saúde da Apae, Gislaine Garcia Galhardo de Campos Salles, todos os inscritos na Unidade de Cuidado Diário foram admitidos após rigoroso trabalho de triagem que incluiu apresentação de laudo médico e entrevista com assistente social.

“O plano de trabalho proposto para os pacientes atendidos vai desde a parte médica, com as terapias, frequência na ala escolar para aqueles que possuem condições, até a interação social. Muito importante nesse período pós-pandemia”, contou Gislaine.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »