12/01/2022 às 14h58min - Atualizada em 12/01/2022 às 14h58min

Apreensões em Unidades Prisionais

Assessoria de imprensa, Eliane de Oliveira
PENT. RIOLÂNDIA
PENITENCIÁRIA "JOÃO BATISTA DE SANTANA" DE RIOLÂNDIA 

No dia 04/01, servidores faziam a inspeção nas encomendas encaminhadas via correspondência para sentenciados da Penitenciária "João Batista de Santana" de Riolândia, quando verificaram um objeto suspeito nas imagens geradas pelo aparelho de Raios X. Ao abrir a referida encomenda, encontraram sob a palmilha de um tênis 01 (um) relógio celular de cor azul, sem chip e sem bateria. O objeto teria sido enviado pela tia do sentenciado, a qual foi suspensa do rol de visitas. A apreensão foi encaminhada à Delegacia de Polícia do município visando elaboração de Boletim de Ocorrência.  

PENITENCIÁRIA "LUÍS APARECIDO FERNANDES" DE LAVÍNIA II 

A companheira de um sentenciado foi surpreendida por agentes de segurança da Penitenciária "Luis Aparecido Fernandes" de Lavínia II no momento em que tentava adentrar à unidade prisional para visitar o homem no dia 08/01. Ela trazia escondido (01) um micro celular, (02) dois chips e (01) um pedaço de fio de estanho. Os materiais foram apreendidos e a mulher suspensa do rol de visitas. O sentenciado responderá a Procedimento Disciplinar. 

PENITENCIÁRIA DE JUNQUEIRÓPOLIS 

No último domingo (09/01), a companheira de um sentenciado tentou entrar na Penitenciária de Junqueirópolis trazendo em suas partes íntimas (15) quinze pedaços de papel com suposto entorpecente sintético K4, mas foi flagrada pelos agentes durante os procedimentos de revista. A mulher foi suspensa do rol de visitas e, com o material, encaminhada à delegacia para providências. O sentenciado responderá a Procedimento Disciplinar. 

PENITENCIÁRIA DE PARAGUAÇÚ PAULISTA 

Nesta segunda-feira (10/01), chegou à Penitenciária de Paraguaçu Paulista uma encomenda enviada pela mãe de um sentenciado, destinado ao filho. Durante os procedimentos de revista de praxe no objeto, agentes de segurança descobriram que dentro da caixa havia embalagens de fumo, porém, dentro delas encontraram substâncias semelhante aos entorpecentes maconha e haxixe. Ao ser questionado, o sentenciado confessou que comercializaria a droga dentro do pavilhão. Foi então elaborado Comunicado de Evento e apresentado junto à delegacia para prosseguimento dos atos da polícia judiciária. O sentenciado foi isolado em Pavilhão Disciplinar e a remetente da caixa, suspensa do rol de visitas. 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »