06/04/2018 às 11h47min - Atualizada em 06/04/2018 às 11h47min

Gripe

Santa Casa de Araçatuba
Foto: Imagem Ilustrativa
Também chamada de influenza, é uma infecção viral que causa a inflamação do revestimento do nariz e das vias aéreas. Geralmente, as epidemias de doenças respiratórias ocasionadas pelo vírus da gripe ocorrem no final do outono ou no início do inverno. É importante salientar que a gripe é diferente do resfriado comum.

Causa 

Os vírus influenza são os responsáveis pela gripe. Normalmente, os vírus da influenza A ou da influenza B causam as epidemias que ocorrem no final de outono ou no inverno.

Transmissão 

O vírus dissemina-se pela inalação de gotículas infectadas que foram expelidas com a tosse ou pelo espirro de um indivíduo infectado, ou pelo contato direto com as secreções de alguém infectado. Algumas vezes, a manipulação dos objetos domésticos infectados é responsável pela infecção.

Principais sinais e sintomas 

A infecção viral produz febre, coriza, tosse, cefaléia e sensação de mal-estar generalizado. Os sinais e sintomas aparecem entre 24 e 48 horas após a infecção e podem iniciar abruptamente. Calafrios ou sensação de frio podem sinalizar a chegada de uma gripe. A febre é comum durante os primeiros dias e a temperatura pode atingir 39 °C ou 40 °C. Muitos indivíduos sentem-se muito doentes e permanecem no leito com dores por todo o corpo, mais pronunciadas nas costas e nas pernas. Freqüentemente, a cefaléia é muito intensa e referida como sendo localizada em torno e atrás dos olhos.

Os sintomas respiratórios podem ser relativamente leves no início: dor de garganta irritativa, sensação de queimação no peito, tosse seca e coriza. Depois, a tosse pode ficar intensa e produtiva (com catarro). A pele pode tornar-se quente e avermelhada, especialmente a da face. A boca e a garganta também podem ficar avermelhadas, os olhos lacrimejantes e a esclera discretamente inflamada.

O doente, especialmente se for criança, pode apresentar náusea e vômito. Após dois ou três dias, a maioria dos sintomas desaparece rapidamente. A febre pode durar por até cinco dias. A bronquite e a tosse podem persistir por 10 dias ou mais e as alterações das vias aéreas podem levar seis a oito semanas para desaparecer completamente. A fraqueza e a fadiga podem persistir por vários dias ou, ocasionalmente, por semanas.

Complicações 

Embora a gripe seja uma enfermidade grave em qualquer pessoa, a maioria dos indivíduos sadios volta a sentir-se bem após sete a 10 dias. As complicações podem tornar a gripe mais séria. Crianças muito jovens, idosos e aqueles com doenças cardíacas, pulmonares ou nervosas apresentam um alto risco de complicações, que podem até mesmo levar à morte.

Algumas possíveis evoluções da doença são:

Bronquite hemorrágica

Inflamação grave das vias aéreas com expectoração de secreção sanguinolenta. Ocorre raramente.

Pneumonia viral
É a complicação mais grave, porque pode evoluir rapidamente e levar a morte em menos de 48 horas. Não se sabe ao certo o que determina o desenvolvimento de uma pneumonia, mas ela tem maior chance de ocorrer durante uma epidemia causada por uma cepa do vírus da influenza A contra a qual poucos indivíduos são imunes e que afeta principalmente pessoas mais suscetíveis. A pneumonia bacteriana pode ser uma complicação da gripe, porque a infecção viral debilita as defesas do paciente contra infecções.

Síndrome de Reye
É grave e potencialmente letal. Ocorre mais comumente em crianças durante epidemias do vírus influenza B, particularmente quando elas são medicadas com ácido acetil-salicílico (aspirina) ou com algum medicamento que o contenha.

Tratamento 

O alívio dos sintomas é o foco do tratamento, porque a cura é quase sempre espontânea. As principais recomendações são repouso, hidratação com ingestão de grandes quantidades de líquidos e evitar esforços. Isso deve ser feito desde o momento em que os sintomas aparecem até dois dias depois que a febre desaparece. Devido ao risco de síndrome de Reye, as crianças não devem fazer uso de aspirina.

Prevenção 

A principal medida preventiva, hoje, contra o vírus da gripe é a vacinação. As pessoas mais vulneráveis às complicações, como os idosos, devem ser imunizados todos os anos. As vacinas contra a gripe contêm cepas do vírus (ou partículas virais) inativadas (ou "mortas").

Resultado de imagem para gripe

Resultado de imagem para gripe


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »