30/11/2020 às 08h56min - Atualizada em 30/11/2020 às 08h56min

Entidades assistenciais se unem, pelo segundo ano seguido, no Dia de Doar

Portal LR1
TRADIÇÃO - Dentre as participantes do movimento em Araçatuba, está o Abrigo Ismael, que completará seu primeiro centenário em 2021. ( Foto: Reprodução LR1)
Na próxima terça-feira, dia 1º, será realizado o Dia de Doar, que estimulará milhões de pessoas em todo o Brasil a praticarem ações de generosidade, inspirando outras pessoas a fazerem o mesmo, em uma grande onda de solidariedade e doação.

Um dos desafios deste ano é tornar o movimento ainda mais de base, com características locais, por meio de dezenas de campanhas comunitárias por todo o país. Disposta a ser destaque nessa ação, Araçatuba terá o envolvimento de algumas de suas mais tradicionais entidades assistenciais participando da iniciativa.

A rede Semeando Terceiro Setor é responsável pela organização do movimento na cidade. Lar São João, Abrigo Ismael, Casa Bom Samaritano, Lar Caminho de Nazaré, Instituto para Cegos Santa Luzia e o Rotaract Cruzeiro do Sul são instituições que já estão com projetos cadastrados na edição de 2020. Todas elas já estão prontas para receber doações.

O Lar Caminho de Nazaré está realizando a campanha “Natal Feliz” com a meta de conseguir 50 cestas de Natal a serem entregues para as famílias das crianças e adolescentes atendidas pelo projeto. Hoje, o projeto atende a 66 assistidos em contraturno escolar com atividades físicas, culturais e reforço escolar.

O Rotaract Cruzeiro do Sul Araçatuba está com a campanha do programa “Tampinha Legal”. Por meio dele, poderá ser doada qualquer tampa descartável (de manteiga, desinfetante, refrigerante etc). Todas as tampinhas, geralmente destinadas ao lixo, tem valor para o projeto. Com o dinheiro da venda das tampinhas, serão compradas cadeiras de rodas e cadeiras de banho que serão emprestadas para a comunidade.

Já o Lar São João e Abrigo Ismael, que atendem a população idosa em situação de risco ou vulnerabilidade social, realizam neste sábado o “Brechó do Bem” em parceria com a Liga do Bem, seguindo as normas de segurança da Covid-19, com peças vendidas de R$ 2 a R$ 5. Toda a renda será revertida para pagar as despesas administrativas que aumentam no final do ano.

O Instituto para cegos Santa Luzia realizará a campanha “Seja um vagalume e transforme vidas”, com o desafio de conseguir 500 novos doadores mensais. Hoje, o projeto atende a 36 assistidos. A pandemia colocou em risco o Projeto Vagalume, já que, neste ano, não foram realizados os eventos que ajudavam a viabilizar o trabalho. Por fim, a Casa Bom Samaritano está realizando a campanha “Mãos que ajudam”, cuja meta é conseguir doações de bermudas, camisetas manga curta, chinelos e bonés. A instituição atende a 45 assistidos, e promove o acolhimento e recuperação para dependentes químicos e pessoas em situação de rua.

PARTICIPAÇÃO

Araçatuba teve sua primeira edição do Dia de Doar em 2019, quando passou a vigorar a lei municipal 8.248, que instituiu a data, para promover a cultura de doação para fins de filantropia e mobilizar indivíduos, empresas, entidades e governo por uma cidade mais generosa, voluntária e solidária, em especial com organizações da sociedade civil sem fins lucrativos. O sonho dos organizadores é fazer de Araçatuba a cidade mais generosa do Noroeste Paulista.

No Brasil, o Dia de Doar é realizado pelo Movimento por uma Cultura de Doação. A Associação Brasileira de Captadores de Recursos (ABCR) é organizadora do Dia de Doar e representante oficial da data no Brasil. A mobilização, este ano, conta com a parceria estratégica da Fundação José Luiz Egydio Setúbal, Instituto Mol, Movimento Bem Maior e Umbigo do Mundo.

Em maio, por causa da propagação da covid-19, foi feita uma edição extraordinária. Na oportunidade, o Dia de Doar Agora mobilizou mais de 14 milhões de pessoas e 2 milhões de reais online. Em 2019 foram 30 campanhas, em cidades como Gramado (RS), Sorocaba (SP), Jardim (MS) e Sergipe. Além disso, neste ano, espera-se também que o Dia de Doar estimule ainda mais doações para combater os efeitos do coronavírus, que chegaram à inédita marca de R$ 6 bilhões, de acordo com o Monitor das Doações COVID 19.  Ao mesmo tempo a data quer reforçar que a doação pode se tornar um ato permanente, independentemente de situações de emergência.

Desde 2013 o Brasil participa do Dia de Doar, que começou um ano antes nos Estados Unidos, criado pela organização nova-iorquina 92Y. Atualmente a campanha é mundial e conta com a participação oficial de 72 países. O #GivingTuesday (terça-feira de doação), como é conhecida a data, é promovido sempre na primeira terça-feira depois do Thanksgiving (Dia de Ação de Graças), seguindo as datas comerciais já famosas como Black Friday e Cyber Monday.

Participantes podem contribuir com doações pela internet
 
A campanha conta com um site, http://www.doaaracatuba.com.br, que servirá como um espaço de divulgação das ações geradas pelo movimento. O propósito da página eletrônica é inspirar quem a acessa a também fazer a sua parte.

Nela, constam as organizações não governamentais e outras instituições que apresentem trabalho relevante a fim de destinar suas doações.

Sendo assim, o site  funciona como um ponto de encontro entre potenciais doadores e pessoas e instituições aptas a serem atendidas por essas doações.

O movimento também reforça a necessidade de compartilhar as doações realizadas nas redes sociais com as hashtags #doaAraçatuba #diadedoar com o objetivo de sensibilizar e mobilizar mais pessoas a fazerem o mesmo, criando assim, mais razões para acreditar e também ações para replicar.

 
Realização

Serviço:

Mais informações em: https://www.doaaraçatuba.com.br
 
*matéria cedida pelo Portal LR1
 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »