14/08/2020 às 16h43min - Atualizada em 14/08/2020 às 16h43min

Produtores e trabalhadores rurais são capacitados para manutenção e operação de tratores agrícolas

Ação está sendo realizada em Buritama, pelo SIRAN e pelo Senar-SP, com apoio da prefeitura

Marcelo Teixeira
Assessoria de Imprensa
Foto: Divulgação
Dez produtores e trabalhadores rurais de Buritama (SP) estão participando do curso Manutenção e Operação de Tratores Agrícolas, promovido pelo SIRAN (Sindicato Rural da Alta Noroeste) e pelo Senar-SP (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural), com apoio da prefeitura e da Associação dos Pequenos Produtores Rurais Buritima.

A programação está tem 40 horas, divididas em cinco dias, de aulas teóricas e práticas. Os participantes aprendem desde a manutenção preventiva do trator agrícola, até o conhecimento de todas as partes do equipamento, passando pelo funcionamento do motor e do sistema de transmissão. O operador é treinado para identificar os sistemas que fazem parte do trator e também como realizar a manutenção em todos eles, o que inclui calibragem dos pneus e troca de óleo, à operação do conjunto mecânico do trator com o implemento. Em Buritama, as aulas práticas foram realizadas na área da associação e o implemento utilizado foi uma grade aradora.

De acordo com o instrutor José Eduardo de Andrade, o objetivo é capacitar o participante para o exercício da ocupação em operação e em manutenção de tratores agrícolas com o domínio de todas as tarefas e operações pertinentes à ocupação. "Na ação a gente faz uma abordagem geral de tudo o que está relacionado à atividade do tratorista. Falamos de segurança no trabalho, identificação dos componentes, como painel de instrumentos, controles e comandos, motor, sistema de filtro de ar, de combustível, de lubrificação, preparação do trator para o trabalho, acoplamento e regulagem de implementos, e por aí vai. A programação é completa, de forma que a pessoa sai daqui com muita informação", diz Andrade.

Uma das três mulheres que fazem parte da turma, a produtora rural Adileusa Aparecida de Godoy, conta que já dirigia trator, mas não tinha nenhuma informação aprofundada sobre o equipamento. "O curso proporcionou uma coisa muito importante, que é conhecimento. Vai ser muito útil, pois planejo plantar milho, batata-doce, açafrão, pimenta e gengibre. E o trator é imprescindível, e agora eu me sinto mais segura para fazer todo o trabalho nas lavouras", comenta Adileusa.

O grupo de Buritama atingiu o número máximo de participantes, sendo que antes da pandemia de Covid-19, a quantidade era de até 15 pessoas. Agora, seguindo as orientações das autoridades de saúde, todas usam máscaras, têm álcool em gel à disposição, contam materiais de estudo desinfetados, e mantêm distanciamento. Os participantes recebem gratuitamente material didático e certificado de conclusão.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »