20/03/2020 às 11h08min - Atualizada em 20/03/2020 às 11h08min

Professor faz alerta: álcool em gel pode danificar câmera do celular

Tecmundo
Foto: Divulgação
Em tempos de pandemia como a do novo coronavírus (COVID-19), é natural e recomendável que você higienize bens pessoais bastante utilizados em ambientes públicos — caso do seu celular, por exemplo. Isso pode reduzir a proliferação do vírus e de outras ameaças à saúde. Entretanto, a limpeza de aparelhos como esse exige cuidados para não danificar o funcionamento de componentes ou até encurtar a vida útil do dispositivo. A dica é do professor de Química do Colégio Positivo de Joinville, Carlos Mumic.

Segundo Mumic, o álcool em gel não é o item mais recomendado para passar no corpo do aparelho, já que é preciso ter cuidado com os módulos de câmera do smartphone. O uso incorreto, com força ou usando os dedos para esfregar pode deixar as fotos foscas com o tempo, já que a lente pode ser prejudicada. Além disso, riscos no vidro que protege o sensor acabam aparecendo se você não tomar cuidado no procedimento.

Que produto usar?

O álcool 70% é o produto mais recomendável para utilização, já que não oxida as partes externas desses aparelhos por evaporar rapidamente nas superfícies.

Porém, há substitutos para o caso da falta dele em lojas, farmácias e mercados: é o álcool isopropílico, encontrado em assistências técnicas de eletrônicos e lojas de indústrias químicas.

Por fim, smartphones modernos resistentes à água devem ser higienizados com água fria e detergente neutro, mas sem exageros no produto.

Confira mais dicas!

Cheque a garantia do dispositivo para verificar se você pode aplicar esses produtos sem perder a cobertura de segurança.

Antes da limpeza, retire os pequenos sólidos do dispositivo, como partículas de poeira. Para isso, use pincéis de maquiagem limpos, em movimentos leves.

Desligue o celular e, se for possível, remova também a bateria.

Limpe a tela e o corpo do aparelho com um pano que não solta fios (flanelas) que esteja levemente umedecido, de preferência com álcool 70%.

Nos cantos mais difíceis de acesso, use hastes flexíveis levemente umedecidas.

Os movimentos durante a limpeza devem ser leves, principalmente nas telas. 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »