01/03/2018 às 14h29min - Atualizada em 01/03/2018 às 14h29min

Pais que beijam filhos na boca antes dos dentinhos nascerem podem transmitir bactérias prejudiciais, segundo dentistas

Beleza e Saúde
Os pais podem transmitir bactérias para os dentes das crianças ao beijá-las nos lábios (Foto: Reprodução)

Um dentista fez um alerta e aconselhou pais e mães a evitar beijar seus filhos nos lábios, principalmente quando os dentes dos bebês ainda não nasceram, já que podem acabar transmitindo bactérias perigosas para as crianças.

As situações em que pais e mães beijam seus filhos na boca costumam ser acompanhadas de debates e polêmicas.

Enquanto muitos alegam que não há nada de errado em demonstrar afeto desta maneira, há alguns riscos para a saúde, que os pais precisam saber.

Os dentes dos bebês são particularmente suscetíveis a infecções, já que não têm a força necessária para suportar o efeito prejudicial das bactérias.

“Os dentes dos bebês têm um tipo de esmalte e dentina diferentes dos dentes de um adulto,” explicou o Dr. Richard Marques, dentista das celebridades da clínica Wimpole Street Dental em Londres, ao The Independent.

“O esmalte é muito mais fino nos dentes dos bebês. Ele não é tão forte quanto o dos adultos, fazendo com que os dentes sejam mais suscetíveis à deterioração”.

A transferência de saliva entre indivíduos sempre pode aumentar a probabilidade de espalhar doenças. No entanto, os pais precisam ser especialmente cuidadosos com seus filhos.

“A transferência de saliva entre pais e filhos é arriscada, já que pode espalhar bactérias (como a streptococcus mutans) dos adultos para as crianças,” disse o Dr. Marques.

“Estas bactérias podem causar a deterioração dos dentes dos bebês, e até afetar os tecidos moles e gengivas, antes mesmo do rompimento dos dentes”.

Há diversas condições de saúde transmitidas por meio do contato boca-a-boca, incluindo gripes e resfriados e o vírus da herpes (VHS-1).

O Dr. Marques sugere que os pais evitem compartilhar talheres com seus filhos, soprar sua comida e beijá-los nos lábios.

Há muitas coisas que os pais podem fazer para favorecer a saúde bucal de seus filhos. Entre elas, não manter todas as escovas de dentes num único recipiente, garantir que seu filho não engula a pasta de dente, reduzir a ingestão de açúcar e levar as crianças ao dentista periodicamente.

“Leve seu filho ao dentista regularmente (a primeira consulta pode ser marcada cedo, seis meses após o nascimento do primeiro dente),” aconselha o Dr. Marques.

“Aos dois ou três anos de idade, as crianças devem ir ao dentista de seis em seis meses para avaliar se há cáries e verificar se os dentes estão se desenvolvendo bem”.

“A prevenção é a chave. Nós preferimos ajudar as crianças a não ter cáries do que tratá-las depois que elas aparecem”.
 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »