28/02/2018 às 11h15min - Atualizada em 28/02/2018 às 11h15min

Atletas veganos revelam aumento da performance em comercial transmitido nas olimpíadas de inverno

Os espectadores das cerimônias de encerramento das Olimpíadas de Inverno de 2018 podem ter visto um comercial dirigido pelo diretor vencedor do Oscar Louis Psihoyos ("The Cove")

ANDA Agência de Notícias de Direitos Animais
Foto: Livekindly
O comercial, exibido em seis mercados dos EUA, destaca a campanha “Milk Life” e protesta contra a indústria de laticínios. Com o título “# Switch4Good” (Troque para sempre) a campanha enfatiza atletas olímpicos que não consomem laticínios para melhorar sua performance.

“Eu fiz isso e fiquei mais forte”, diz o levantador de peso olímpico dos EUA Kendrick Farris nos primeiros segundos do vídeo.

“Eu fiz isso pelo meu desempenho atlético e funcionou”, afirma Kara Lang, da equipe olímpica de futebol do ano de 2008.

A ideia da campanha foi de Dotsie Bausch, uma ciclista olímpica que conquistou a medalha de prata, foi sete vezes campeã nacional dos EUA, ex-recordista mundial e duas vezes vencedora do ouro pan-americano. Ela viu a campanha “Milk Life” promovendo os laticínios como necessários para o êxito de atletas, informa o Livekindly.

“Eu estava sentada no sofá assistindo às competições olímpicas uma noite e o comercial ‘Milk Life’ apareceu. Soube que eu tinha agir e apresentar a verdade, não apenas sobre os imensos perigos de beber leite de vaca, mas sobre a realidade que está por trás da nutrição para mim e para outros olímpicos”, conta.

Bausch certamente não está sozinho. Juntamente com Farris e Lang, ela conseguiu o apoio de Seba Johnson, a primeira mulher negra a esquiar nas Olimpíadas que nunca bebeu leite; Malachi Davis, um velocista olímpico de 2004 que disse que quando parou de beber leite, imediatamente aumentou sua velocidade; e Rebecca Soni, seis vezes vencedora da medalha olímpica, que diz que ela desistiu dos laticínios para “recuperar” sua vida. Todos dizem à câmera que estão “orgulhosos de estar livres dos laticínios”.

O comercial ocorre quando o mais recente filme do diretor Psihoyos, “The Game Changers” estreia no Sundance e no Festival de Cinema de Berlim. O filme acompanha James Wilks, treinador das forças especiais de elite, enquanto ele tenta compreender a relação entre desempenho atlético e os produtos de origem animal. Atletas veganos surgem no filme para desconstruir mito de que a carne é necessária para eles.

“Acredito que temos um dever como sociedade de dizer a verdade, principalmente quando a verdade está sendo manipulada”, diz Bausch.

Para Bausch, é importante compartilhar a campanha devido aos “verdadeiros benefícios associados à mudança para um estilo de vida à base de vegetais e não laticínios”.

Transmitido em seis mercados dos EUA durante as cerimônias de encerramento (Nova York, Los Angeles, Chicago, DC, San Francisco e Dallas), o vídeo de 30 segundos também foi transmitido durante os jornais noturnos e em três mercados adicionais (Boston, San Diego, Miami).
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »