07/02/2019 às 15h04min - Atualizada em 07/02/2019 às 15h04min

Secretaria de Saúde de Salmourão promove Campanha de Prevenção e Combate ao Câncer de Colo do Útero

O preparo adequado do exame consiste em evitar relação sexual, cremes, duchas e não estar menstruada pelo menos dois dias antes da coleta

Lucas Reis, especial para o AtaNews
Foto: Divulgação
Acontece durante o próximo sábado (9) em Salmourão, a campanha de prevenção e combate ao Câncer de Colo do Útero, com a realização de exames de coleta do Papanicolau. A ação está sendo promovida pela Secretaria Municipal de Saúde de Salmourão e será realizada no Centro de Saúde III, no horário das 09h00 às 15h00. As mulheres interessadas em realizar o exame devem estar apresentando o Cartão do Sistema Único de Saúde (SUS).

Com o apoio da Secretaria de Saúde, as ações para realização dos exames preventivos estão sendo coordenados pelas enfermeiras Gabriela Bertassi Tola e Franciele Gabau, que aproveitam a oportunidade para convidar todas as mulheres de Salmourão para estarem participando da campanha. Também estará participando da campanha, uma enfermeira do município de Sagres, que auxiliará na realização dos trabalhos.

A coleta de material deverá ser feita a partir dos 25 anos de idade. Os exames preventivos devem seguir até os 64 anos e serem interrompidos quando, após essa idade, as mulheres tiverem pelo menos dois exames negativos consecutivos, nos últimos cinco anos.

No caso das mulheres, com mais de 64 anos e que nunca realizaram o exame, devem ser feitos dois preventivos com intervalo de um a três anos. Se os dois resultados forem negativos, essas mulheres poderão ser dispensadas de exames adicionais. De acordo com a enfermeira Gabriela Bertassi Tola, os resultados dos exames são encaminhados para o Centro de Saúde e podem ser posteriormente retirados na própria unidade.

A enfermeira explica ainda que o exame de papanicolau, ou Colpocitologia Oncológica, faz a análise das células da região do colo uterino para identificar infecções vaginais, doenças sexualmente transmissíveis e, principalmente, algum sinal precoce de câncer de colo uterino, o terceiro tumor mais frequente na população feminina, segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA).

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »