18/09/2018 às 09h25min - Atualizada em 18/09/2018 às 09h25min

Projeto Celular Legal vai desativar aparelhos irregulares

Em segunda fase, iniciativa será aplicada em dez estados até 8 de dezembro

Portal Brasil
Anatel certifica aparelhos após testes de segurança - Foto: Arquivo/Agência Brasil
Celulares adulterados em dez estados serão desativados pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). O projeto Celular Legal entrou na segunda fase de execução no último domingo (23).

Os usuários dos estados de Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Acre, Rondônia, Tocantins, Espírito Santo e Rio de Janeiro irão receber mensagens de alerta sobre o bloqueio. A desativação começa efetivamente em 8 de dezembro.

Garantia
Antes de ir para as prateleiras físicas ou virtuais, todos os celulares comercializados no País passam por avaliações de segurança da Anatel e recebem um selo de certificação, além do código do IMEI. A medida visa evitar o uso de aparelhos adulterados, roubados ou extraviados e faz parte de um acordo entre a agência e as operadoras.

Quando modificados, esses equipamentos podem oferecer riscos aos usuários. Em caso de compra de um celular irregular, o consumidor está resguardado se tiver a nota fiscal do produto e o termo de garantia. Quando o cidadão tem o celular roubado ou furtado, pode pedir o bloqueio do aparelho à operadora ou nas delegacias. Depois disso, o IMEI entra na base de dados de aparelhos irregulares.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »