11/09/2018 às 15h48min - Atualizada em 11/09/2018 às 15h48min

Oficial: Charles Leclerc será piloto da Ferrari em 2019; Raikkonen na Sauber

Por Gabriel Gavinelli
F1 Mania
Foto: Sauber Team
A promoção de Charles Leclerc para a Ferrari na Fórmula 1 foi finalmente oficializada, uma vez que a equipe de Maranello o confirmou como substituto de Kimi Raikkonen na temporada de 2019.

Leclerc é graduado pela Ferrari Driver Academy  e se tornará o primeiro “produto” do programa a pilotar pela equipe na F1. O piloto de 20 anos também será o segundo piloto mais jovem da história a correr pela Ferrari, mais velho que Ricardo Rodriguez.

Leclerc usou seu Twitter após o anúncio para declarar que “seus sonhos se realizaram” e suas mensagens incluíram uma sincera homenagem ao seu falecido pai Herve e seu amigo Jules Bianchi. “Eternamente grato a Scuderia Ferrari pela oportunidade dada”, escreveu Leclerc. (Agradeço) Nicolas Todt por me apoiar desde 2011. Minha família. Para uma pessoa que não faz mais parte deste mundo, mas a quem eu devo tudo o que está acontecendo comigo, papai. Para Jules (Bianchi), obrigada por todas as coisas que você me ensinou, nunca nos esqueceremos de você. E para todas as pessoas que me apoiaram e acreditaram em mim. Vou trabalhar mais do que nunca para não decepcionar vocês. Mas primeiro, há uma temporada para terminar com uma equipe incrível que me deu a oportunidade de lutar e mostrar meu potencial.”

Leclerc conquistou títulos consecutivos na GP3 e Fórmula 2 para ganhar sua graduação na F1 com a Sauber nesta temporada, e um início impressionante convenceu a Ferrari a promover o jovem monegasco.

Ele marcou o melhor resultado um sexto lugar no Azerbaijão e acumulou 13 pontos na temporada, ficando em 15º no campeonato, superando seu companheiro de equipe, muito mais experiente, Marcus Ericsson.

Seus resultados e uma queda na performance de Raikkonen convenceram o falecido Sergio Marchionne, ex-presidente da Ferrari, a assinar com Leclerc para substituir o finlandês na próxima temporada.

A situação se complicou quando Marchionne morreu em julho e foi substituído por Louis Camilleri, um “defensor” de Raikkonen, mas a nova hierarquia decidiu honrar o plano original de Marchionne. A saída de Raikkonen da Ferrari foi confirmada na manhã desta terça-feira e rapidamente seguida pela notícia de que ele voltará para a Sauber na próxima temporada.

A confirmação da Ferrari de que Leclerc fará parceria com Sebastian Vettel, logo após, esclareceu a situação. O atual chefe de equipe de Leclerc na Sauber, Fred Vasseur, disse: “Foi um grande prazer apoiar Charles Leclerc em sua ano de estreia no Fórmula 1. Desde a sua chegada, ele deu grande motivação à equipe. Nós temos melhorado constantemente e vamos trabalhar duro até o final desta temporada para alcançar os melhores resultados possíveis juntos. “Estamos cientes do talento de Charles estamos confiantes de que ele terá um futuro brilhante. Vamos continuar acompanhando-o de perto e desejamos a ele o melhor para seu futuro.”
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »